Toro Ultra: recheada de tecnologia
Pickup da Fiat é excelente para viajar

Pouquíssimos automóveis podemos dizer que são ideais para fazer aquela viagem mais longa ou mesmo um passeio daqueles de algumas horas para ir e as mesmas horas para voltar durante um dia. E nesse caso, entra a Toro na sua versão Ultra, a top de linha da montadora.

Ela compartilha a base do irmão Compass e por isso você já tem muito conforto na suspensão. No asfalto já é excelente. Na terra, são filtrados facilmente os buracos e ela se sai muito bem. Claro, ela é um 4×4 mas não se anime naquela off road mais pesado. Fique somente nas estradas de terra mais “lights”.

Seu motor, pelo menos para mim, dá e muito bem conta do recado. São 170 cavalos no 2.0 turbo diesel, que entrega 35.7 kgfm de torque. Bom, não é aquela coisa para arrancar, mas depois de embalada, você consegue fácil numa rodovia fazer uma retomada de 80 km/h em oitava marcha.

Aí, ponto para a economia de combustível. Rodei em um circuito bem misto, entre asfalto, rodovia e terra. Ali, ela fez 9.6 km/l. Na estrada somente e no máximo a 120 km/h fácil fácil ela faz 14 km/h. Para um veiculo desse porte, nada mal não? Ah, e as malas? Bom, são 937 litros de capacidade e a montadora traz de serie uma bolsa encaixada na caçamba nessa versão que facilita acomodar malas, compras de supermercado, etc. O único senão é em relação a abertura da capota rígida. Ela abre somente 45 graus. Não vai caber objetos mais altos. se você quiser levar aquela geladeira para o sitio, esquece. Vá de Ranch….

Ergonomia

Agora por dentro é um T…….isso, bem maiúsculo. Posição de dirigir excelente. Você acha fácil a posição dos bancos, volante. E de série, muita tecnologia, como bancos de couro, banco elétrico para o motorista, faróis full-LED, frenagem autônoma de emergência, alerta de mudança de faixa com correção de volante, seis air bags, assistente de farol alto, monitoramento de pressão dos pneus e faróis de neblina.

Muito bacana a tela multimídia em forma de tablet. Por ali você controla quase tudo do veículo. Conectividade é ponto forte. Intuitivo e muito rápido, sem stress. Para mim, numa pickup de mais de R$ 200 mil, só faltou acabamentos mais macios ao toque, principalmente no painel, saída de ar condicionado na parte traseira e freio de estacionamento elétrico.

Mas vale a pena? Depende de seu uso e seu estilo. Tecnologia é ponto forte. A Ultra “bate” em muita pickup média de entrada que não chega a seus pés nesse ponto. Para viajar, é um baita veículo. Na cidade também. Agora se você precisa de mais espaço na caçamba e não liga para todos os recursos tecnológicos, ela não é para você.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ dessa categoria
Rangers: Limited x Storm!

Rangers: Limited x Storm!

Colocamos as duas picapes da Ford em um embate para ver qual seria a melhor opção para levar para casa

+ categorias