Alíquota não ajuda!
Indústria de pneus encerra 2022 com queda de 0,2% nas vendas. Vendas totais de pneus de carga caíram 6,5%

O decreto do Governo Federal que zerou a alíquota para importação de pneus de carga em 2021 continua impactando negativamente os resultados da indústria nacional de pneumáticos. O segmento encerra 2022 com queda de 0,2% nas vendas em unidades em relação ao ano anterior, somando 56,6 milhões de pneus comercializados.

A medida tributária que beneficiou a importação foi a principal responsável pelo fraco desempenho da indústria, já que as vendas totais de pneus de carga caíram 6,5% no ano passado, totalizando 7,4 milhões. Os dados fazem parte do levantamento setorial divulgado pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP).

“A redução das vendas, fruto do aumento desenfreado das importações de pneus para veículos pesados preocupa o setor nacional de pneumáticos, como também a cadeia produtiva de borracha natural e de aço que também já sentem a frenagem nas vendas e o consequente aumento dos estoques por conta da medida equivocada do governo anterior. O setor já iniciou as tratativas para iniciar o diálogo com o novo governo a fim de rever essa desacertada medida que prejudica a indústria de pneus no Brasil e que coloca em risco toda a cadeia produtiva”, diz Klaus Curt Müller, presidente executivo da ANIP.

Apesar da queda nas vendas totais de pneus de carga em 2022, a comercialização desse tipo de pneu para montadoras fechou em alta de 10,6%. Em contrapartida, o mercado de reposição apresentou recuo de 11,7%.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Uma venda cultural!

Uma venda cultural!

Mercedes-Benz inicia entrega 36 Sprinter para iniciativa cultural MovCEU

Mais uma!

Mais uma!

Ram inaugura Ram House em Florianópolis (SC). Essa é a quarta unidade da marca no país

Tecnologia que salva!

Tecnologia que salva!

Número de pessoas que perderam a vida em rodovias federais é o maior dos últimos seis anos

+ categorias