Testar, testar e testar!
Parceria entre Mercedes-Benz do Brasil e Bosch concluem obras do Centro de Testes Veiculares

A Mercedes-Benz do Brasil e a Robert Bosch América Latina finalizaram as obras de construção das pistas do CTVI (Centro de Testes Veiculares de Iracemápolis), no interior paulista. Este é o complexo de testes mais tecnológico do Hemisfério Sul para desenvolvimento e homologações de produtos e componentes de caminhões, ônibus, automóveis, veículos comerciais leves e máquinas agrícolas.

Projetado para atender as demandas de testes e simulações de fabricantes de veículos, sistemistas, autopeças e demais empresas do setor automotivo, o CTVI conta com cinco pistas para avaliações de segurança veicular, eficiência energética e novas tecnologias de assistência ao condutor.

“Ao disponibilizar essa nova e moderna estrutura para outras empresas do setor, contribuímos para o desenvolvimento da indústria automotiva. Com o importante diferencial de que toda a estrutura estará concentrada em um único local, otimizando processos e assegurando ganhos de eficiência, agilidade e produtividade, com qualidade, segurança e confiabilidade”, diz Achim Puchert, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. “Entregamos assim um grande legado para o setor automotivo e também para a indústria brasileira e da América Latina”.

“De olho no presente e no futuro, este empreendimento é também uma grande conquista para a toda a engenharia da mobilidade brasileira, já que favorece o desenvolvimento de projetos com ganhos de tempo e em logística em uma infraestrutura com padrão internacional. Além disso, o CTVI está totalmente alinhado com a nossa estratégia de “local for local”, cujo foco é estabelecer centros de competência locais para atender às demandas dos nossos clientes”, destaca Gastón Diaz Perez, presidente e CEO da Robert Bosch América Latina.

 Mais testes  

Com conceito e estrutura similares às de países como Alemanha, EUA, China e Japão, o CTVI ampliará a gama de testes veiculares no Brasil, acelerando o desenvolvimento e a homologação de produtos e tecnologias.

Entre os testes, destacam-se o Programa Eletrônico de Estabilidade (ESP®), Frenagem Automática de Emergência, proteção de pedestres e ciclistas (AEB) e Sistemas Avançados de Assistência ao Condutor (ADAS), além de eficiência energética e de condução autônoma e semiautônoma. “O desenvolvimento de tecnologias voltadas a segurança ativa e assistência de direção como radar, ultrassom e vídeo, que em breve serão realizados no CTVI, irão acelerar as oportunidades de condução mais segura e confortável”, complementa Diaz Perez.

Numa área de 400 mil metros quadrados, o CTVI foi construído junto ao Campo de Provas da Mercedes-Benz do Brasil em Iracemápolis, inaugurado em 2018. A pista Oval de Alta Velocidade (High Speed Oval – HSO) é um dos destaques do complexo. Esta área é composta por duas retas paralelas de 960 metros cada e duas curvas asfálticas compensadas de 3 ângulos distintos, completando o circuito oval num total de 2,6 mil metros de extensão, três faixas de rolagem. A HSO permite verificações em alta velocidade, consumo de combustível, autonomia, arrefecimento, ruído, conforto veicular, dirigibilidade e outros. É possível testar também funções de assistência ao condutor.

 A pista de Conforto (Comfort Lane – CML), adjacente ao HSO, é um conjunto de 5 faixas de rodagem com diferentes pisos e superfícies irregulares para medições de estabilidade, suspensão e outros itens.  

Com 88 mil metros quadrados de asfalto perfeitamente plano e 220 metros de diâmetro, a Área de Dinâmica Veicular (Vehicle Dynamic Area – VDA) possibilita inúmeras manobras com total segurança e em condições ideais para experimentos como ESP® e AEB. Poderá ser utilizada também para avaliações de veículos híbridos, elétricos, autônomos e funções de ADAS.

Já a área de Medição de Frenagem (Brake Measurement Track – BMT) é composta por duas faixas paralelas e irrigáveis que propiciam diferentes coeficientes de aderência, que podem ser usadas em manobras de aprimoramento para sistemas de segurança ativa, como o ABS e o ESP®.  

Destinada às manobras de estabilidade e condução, a Pista de Dirigibilidade Pavimentada (Paved Handling Course – PHC), com 1,6 km de extensão e níveis de elevação variados, é composta por curvas e sinuosidades de diferentes raios e está disponível para ensaios de dirigibilidade e testes de veículos de passeio e comerciais leves.

O espaço contará com boxes de oficina e escritórios individualizados, além de estacionamentos para protótipos de veículos em desenvolvimento, que também estarão à disposição para locação. Isso garante privacidade e confidencialidade total para as empresas locatárias.

“O CTVI nasce com um forte propósito de oferecer sua moderna e completa infraestrutura a todas as empresas do setor automotivo. A busca pelo Centro de Testes tem se intensificado e já estamos em conversas com diversos possíveis clientes mesmo antes do início das operações”, diz Andreas Hueller, gestor do Projeto do CTVI. “Além de todo o potencial tecnológico à disposição das empresas, outro grande diferencial é a localização, próxima de grandes cidades e do Aeroporto de Viracopos, numa região muito bem servida de ótimas rodovias. Aliás, o CTVI também poderá ser utilizado para eventos, ampliando suas possibilidades de uso”.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Diesel R5 com tudo em SP!

Diesel R5 com tudo em SP!

Petrobras dá início à comercialização de diesel com conteúdo renovável em São Paulo

25 anos de tortilhas!

25 anos de tortilhas!

Marcopolo México celebra 25 anos e anuncia produção nacional de ônibus elétricos e rodoviários

+ categorias