Nióbio na corrida!
Parafuso inovador com liga de Nióbio é utilizado no primeiro caminhão híbrido de competição do mundo

Estreou em Interlagos, na Etapa São Paulo da temporada 2023 da Copa Truck, uma importante inovação para a indústria automotiva brasileira. Resultado da parceria inédita entre Ciser, maior fabricante de fixadores da América Latina, e CBMM, líder global na tecnologia do Nióbio, o bem-sucedido teste inaugural do protótipo de parafuso com liga de Nióbio, entrou nas pistas a bordo do primeiro caminhão de competição híbrido (com motores a combustão e elétrico) do mundo, o VW Meteor Mission Zero.

Pilotado por Felipe Giaffone, o veículo foi pensado em detalhes para a redução de emissões de carbono. Além de garantir posição no pódio em um dos principais circuitos de automobilismo do País, o novo desenvolvimento acelerou respostas para ambas as companhias, líderes em seus segmentos.

“Estamos muito satisfeitos com a parceria concretizada com a CBMM. Nossos testes em cenário real na Copa Truck já apontaram que podem contribuir com o bom desempenho do veículo”, afirma Jackson Dal Comuni, gerente de Marketing, Produtos e Exportação da Ciser.

O Nióbio é um material avançado. Pequenas adições deste metal que reúne um conjunto de propriedades únicas são capazes de aumentar a eficiência dos materiais utilizados, conferindo maior resistência mecânica (que evita o desgaste) e aumentando da vida útil. Além disso, o veículo fica mais leve, com estrutura mais segura e menor consumo de combustível.

Para Érico França, da área de desenvolvimento de mercado da CBMM, que acompanhou o projeto pioneiro, “plataformas competitivas são como laboratórios nas pistas e permitem testar novas tecnologias sob condições extremas, com foco em eficiência energética, segurança, otimização de peso e neutralização das emissões de carbono”.

“A CBMM e a Ciser têm como pilares a qualidade e a inovação, presentes em seus produtos. Temos convicção que o desenvolvimento do protótipo de parafuso com liga de Nióbio é um marco na indústria de fixadores, que, futuramente poderá vir a integrar equipamentos e veículos, dentro e fora dos ambientes de corrida”, finaliza França.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Termo assinado!

Termo assinado!

ANTT e NTC&Logística assinam termo de cooperação

Vai um snack aí?

Vai um snack aí?

Grupo JCA retoma Kit lanche em suas viagens para quem optar pela categoria cama

+ categorias