Nióbio na corrida!
Parafuso inovador com liga de Nióbio é utilizado no primeiro caminhão híbrido de competição do mundo

Estreou em Interlagos, na Etapa São Paulo da temporada 2023 da Copa Truck, uma importante inovação para a indústria automotiva brasileira. Resultado da parceria inédita entre Ciser, maior fabricante de fixadores da América Latina, e CBMM, líder global na tecnologia do Nióbio, o bem-sucedido teste inaugural do protótipo de parafuso com liga de Nióbio, entrou nas pistas a bordo do primeiro caminhão de competição híbrido (com motores a combustão e elétrico) do mundo, o VW Meteor Mission Zero.

Pilotado por Felipe Giaffone, o veículo foi pensado em detalhes para a redução de emissões de carbono. Além de garantir posição no pódio em um dos principais circuitos de automobilismo do País, o novo desenvolvimento acelerou respostas para ambas as companhias, líderes em seus segmentos.

“Estamos muito satisfeitos com a parceria concretizada com a CBMM. Nossos testes em cenário real na Copa Truck já apontaram que podem contribuir com o bom desempenho do veículo”, afirma Jackson Dal Comuni, gerente de Marketing, Produtos e Exportação da Ciser.

O Nióbio é um material avançado. Pequenas adições deste metal que reúne um conjunto de propriedades únicas são capazes de aumentar a eficiência dos materiais utilizados, conferindo maior resistência mecânica (que evita o desgaste) e aumentando da vida útil. Além disso, o veículo fica mais leve, com estrutura mais segura e menor consumo de combustível.

Para Érico França, da área de desenvolvimento de mercado da CBMM, que acompanhou o projeto pioneiro, “plataformas competitivas são como laboratórios nas pistas e permitem testar novas tecnologias sob condições extremas, com foco em eficiência energética, segurança, otimização de peso e neutralização das emissões de carbono”.

“A CBMM e a Ciser têm como pilares a qualidade e a inovação, presentes em seus produtos. Temos convicção que o desenvolvimento do protótipo de parafuso com liga de Nióbio é um marco na indústria de fixadores, que, futuramente poderá vir a integrar equipamentos e veículos, dentro e fora dos ambientes de corrida”, finaliza França.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Novas tarifas!

Novas tarifas!

Tarifas de linhas semiurbanas de diversas regiões do país são atualizadas

Quase real!

Quase real!

Honeywell melhora sua experiência de treinamento industrial com tecnologia de realidade aumentada

+ categorias