Destaque

A solução ou o caminhão?

0
NTG Launch at Santos, Brasil 2018

Programas de Manutenção Scania deverão crescer 38% em 2021

Sem dúvidas cada vez mais o que manda até mesmo na hora da compra de um caminhão hoje em dia é o pós venda. Ou, a chamada solução, que aqui na Rede do Transporte, acreditamos ser até mais importante que o próprio veiculo, vide as tecnologias embarcadas dos brutos que de uma certa forma acabam equiparando os modelos disponíveis no mercado hoje em dia.

E neste tema, podemos dizer que a área de Serviços da Scania foi fundamental no desafiador ano de 2020 com a chegada da pandemia da covid-19. A preparação, o treinamento e a agilidade da rede de concessionárias para continuar atendendo aos clientes de forma segura, dentro dos novos padrões, foram um divisor de águas para manter os negócios dos clientes em operação. A Manutenção Flexível Scania e as modalidades de programas que cobram apenas por km rodado fizeram a diferença no bolso do cliente. Toda a confiança passada ao mercado resultou no melhor ano de faturamento de serviços da história da empresa desde que chegou ao país em 1957. Para 2021, o otimismo permanece e a fabricante crê em aumento de 38% nas vendas de programas de manutenção, além de comemorar a marca de 40 mil veículos conectados. 

Para este ano, há outras metas como a previsão de um aumento de 26% do portfólio (carteira de planos ativos) de Programas de Manutenção Scania (PMS) – objetivo de 22.600 unidades –, ter 46% dos caminhões novos comercializados com alguma modalidade de PMS inclusa, sendo deste total 70% com planos flexíveis, e que os veículos conectados cheguem a 50 mil (acréscimo de 30% sobre 2020).

Em relação à rede de concessionárias, a Scania anuncia a abertura de 10 novos pontos de atendimento, que se somam aos sete inaugurados em 2020. Atualmente, são 155 pontos de atendimento entre filiais, matrizes, estruturas dentro dos clientes e atendimentos remotos, que cobrem 100% do território nacional. Todos os pontos de atendimento seguem o rigoroso processo de padronização global, em que o cliente tem o mesmo nível de atendimento independente de onde esteja e sempre uma atenção dedicada a sua necessidade. Além disso, segue o processo de digitalização da rede para melhorar e agilizar todos os processos de oficina, garantindo mais disponibilidade para os clientes. A digitalização traz uma maior gama de informações sobre os produtos e necessidades dos clientes, e propicia que cada atendimento seja único.

O balanço de 2020 teve o portfólio de Programas de Manutenção Scania (PMS) aumentado em 12% em comparação a 2019. O revolucionário programa com planos flexíveis, em que o próprio caminhão avisa quando deve parar, representou 60% do portfólio. “O que comprova a maturidade do mercado com essa solução que vem aumentando a rentabilidade do cliente, e se mostrou tão importante no momento da pandemia, quando, de fato, o cliente só pagou pelo que rodou e fazendo a manutenção na hora certa”, salienta Marcelo Montanha, diretor de Serviços da Scania no Brasil.

Já os Serviços Conectados completam a importante marca de 40 mil veículos ativos numa alta de 35% sobre 2019. Do total, 94% são caminhões (37.628) e 6% ônibus (2.372). No mundo, a Scania já possui 500 mil veículos conectados. “Começamos a conectar os produtos em janeiro de 2017 e já chegamos a este volume expressivo em pouco tempo. O que significa que são diversos clientes traduzindo em dinheiro no bolso os dados e análises gerados em cada viagem. Muitos estão usando a conectividade para mudar o formato da gestão de seus motoristas e trazendo a digitalização como fator preponderante para aumentar a rentabilidade da empresa”, diz Montanha.

Um setor em dificuldade

Previous article

CargOn anuncia expansão

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Destaque