Notícias do Dia

Aço sobe. Carteira se complica!

0

Rodofort teme carteira comprometida com o aumento do aço

Mais um aumento no valor do aço poderá comprometer a carteira de pedidos e frear a recuperação dos negócios. Essa é a avaliação da Rodofort, fabricante de implementos rodoviários, ante a perspectiva de aplicação de novo reajuste, no percentual de 15%, no valor do principal insumo da indústria de implementos rodoviários. “Aumentos constantes comprometem o importante momento de recuperação econômica que estamos passando”, avalia Alves Pereira, diretor-geral da Rodofort.

Em pesquisa divulgada pela FIESP-Federação das Indústrias do Estado de São Paulo de janeiro de 2020 a março de 2021 o preço do aço sofreu variação média de 79%. No início de maio as siderúrgicas anunciaram aumentos que variaram de 10% a 18% no valor do aço. Com isso o de junho será o quinto do ano.

O processo de recuperação das vendas ao mercado interno está em curso. Entre janeiro e abril de 2021 a Rodofort entregou aos clientes 621 produtos enquanto no mesmo período de 2020 foram emplacados 235 unidades. “Isso é fruto de todo nosso trabalho de prospecção de negócios e aproximação com os clientes aproveitando o momento de retomada da economia”, explica o diretor-geral da Rodofort. A demanda por novos produtos significa que os transportadores têm necessidade de renovar ou ampliar sua frota para transporte de mercadorias. “Um aumento no preço do aço poderá quebrar esse ritmo prejudicando diretamente toda a cadeia de distribuição de produtos no Brasil”, conclui.

3…2…1…ônibus a GNV dá a partida!

Previous article

Só para caminhoneiros!

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *