Notícias do Dia

Ao volante, celular é vilão!

0

Pesquisa comprova: celular é a maior causa de distração dos brasileiros ao volante 

Três em cada quatro motoristas brasileiros afirmam que se distraem ao dirigir, segundo a pesquisa Emotional Driving, realizada pela Marangoni, Road Steel e Gonvarri Industries. A principal causa está no uso de celular (94%), seguida por cansaço (68%), pela direção perigosa (61%) e por comer e beber (48%). A apresentação do estudo, que entrevistou de 1008 motoristas, foi feita por David Martín, diretor de pesquisa de mercado, durante a Paving Hybrid, que vai até sexta-feira, dia 22, no Expo Center Norte.

De acordo com ele, a pesquisa trouxe a representatividade brasileira no volante, a pegar uma amostragem que respeita a faixa etária, as regiões e o gênero. Sobre o celular, ele afirmou que 85% se distraem ao escrever mensagens; 84% ao procurar informações; 83% ao ler notícias; 82% ao ler mensagens no WhatsApp; e 81% ao tirar fotos. Para mitigar a questão do celular, a pesquisa apontou que 53% utilizam o bluetooth, enquanto 25% desligam o celular e 14% usam o modo direção.

Sobre segurança viária, o que mais motiva os condutores a dirigir de forma responsável é o medo de acidentes (88%), seguido pelo pensamento na família (85%). “Sete em cada dez entrevistados asseguraram ainda que alguma vez tirou o pé do acelerador ao pensar em alguma pessoa próxima, ressaltando que o importante é chegar ao local de destino”, disse Martín.

A pesquisa trouxe ainda um dado curioso – oito em cada dez motoristas acreditam que os condutores não dirigem de forma segura, entretanto nove em cada 10 respondentes disseram se considerar uma pessoa que busca ser responsável ao dirigir. E, para o público entrevistado, os acidentes ocorrem nas vias brasileiras porque os brasileiros não respeitam a distância de segurança (74%) ou não conduzem adequadamente o veículo (71%).

Ciclistas e seus cuidados!

Previous article

Vigas na ponte do Rio Camboriú

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *