Notícias do Dia

Arla 32? Tire suas dúvidas!

0

Especialista tira dúvidas sobre o Arla 32

O transporte rodoviário tem grande importância no Brasil, sendo responsável por 62% do movimento de cargas em todo o País. Com mais de 2 milhões de veículos a diesel circulando pelas estradas, segundo relatório do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), a frota de caminhões é indispensável para a economia brasileira. Mas com questões ambientais cada vez mais urgentes, é preciso determinar medidas de controle dos gases nocivos emitidos por estes veículos.

Uma das principais regulamentações adotadas pelo governo foi a obrigatoriedade do Arla 32 em todos os veículos movidos a diesel fabricados a partir de 2012, ano em que os veículos pesados produzidos no Brasil passaram a sair de fábrica com o Sistema de Redução Catalítica Seletiva (SCR). O uso do Arla 32 em veículos com SCR permite que os gases emitidos por caminhões, ônibus, tratores e demais maquinários pesados estejam dentro dos limites de emissão de poluentes determinados pelo Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Em resumo, o Arla 32 faz com que o veículo seja até 5 vezes menos poluente.

“O motorista que for flagrado não utilizando o Arla 32 ou usando um agente adulterado é autuado por crime ambiental, com multa pesada que pode chegar a R$ 10 mil e perda de pontos na CNH, além de possível apreensão do veículo e prisão do infrator”, alerta Marco Lassen, coordenador técnico de Combustíveis da Raízen, licenciada da marca Shell. Lassen explica mais sobre o Arla 32 e responde as dúvidas mais frequentes dos motoristas.

O que é o Arla 32?

O Arla 32 é um agente redutor de óxidos de nitrogênio (NOx) composto basicamente por água desmineralizada e ureia técnica. Arla é a sigla para Agente Redutor Líquido Automotivo e o número 32 é a concentração de ureia presente na água desmineralizada, que é de 32,5g de ureia para cada 100g de Arla. Essa solução, quando injetada nos gases de escapamento, vaporiza e transforma-se em amônia (NH3). A amônia junto com o Catalisador SCR (Redução Catalítica Seletiva) converte os NOx em nitrogênio (N2) e água (H2O) não tóxicos.

“O Arla 32 não é tóxico nem inflamável. Ele neutraliza o óxido de nitrogênio emitido pelos veículos, reduzindo sua emissão em até 60%”, explica Lassen. “O Shell Evolux Arla 32 traz consigo a qualidade da marca Shell, garantindo o bom funcionamento do sistema de pós tratamento para o atingimento dos níveis de emissões exigidos por lei”.

Quando e como usar o Arla 32?

Se o seu veículo a diesel for fabricado a partir de 2012 e possui o Sistema de Redução Catalítica Seletiva (SCR), o uso de Arla 32 é obrigatório, atendendo a Resolução 403, do Conama.

O Arla 32 deve ser abastecido em tanque próprio devidamente identificado e localizado ao lado do tanque de diesel. “Uma dúvida muito comum é se o Arla 32 deve ser misturado ao diesel. Não! O Arla 32 não é um aditivo para o combustível. Misturar com o óleo diesel pode danificar seriamente o motor do veículo”, alerta Lassen.

Qual a quantidade de Arla 32 devo usar?

Em média, o consumo de Arla 32 é de 5% do volume de diesel, ou seja, um tanque cheio de Arla 32 é suficiente para cerca de 3 ou 4 tanques cheios de diesel. “Em geral, a cada 20 litros de diesel o veículo consome 1 litro de Arla 32. Mas não se preocupe com a matemática. Assim como o consumo de diesel, o tanque de Arla 32 também possui indicador próprio no painel do veículo e vai avisar quando é a hora de abastecer”, diz Lassen.

Onde comprar o Arla 32?

O Arla 32 é facilmente encontrado em revendedores autorizados e postos de combustíveis. Para garantir um produto de qualidade e dentro dos padrões exigidos por lei, certifique-se que tenha o selo do Inmetro e siga a instrução ISO 22241.

Como armazenar o Arla 32?

A compra de grandes quantidades de Arla 32, para atender uma frota de caminhões, por exemplo, pode ajudar a reduzir os custos com o produto, mas é importante armazenar corretamente. O Arla 32 não é um produto inflamável, mas se exposto ao calor tem seu prazo de validade reduzido. Excesso de calor ou incidência direta de sol podem acarretar a formação de cristais que, por sua vez, podem ocasionar redução no fluxo de produto no sistema de pós tratamento além de possíveis danos na válvula reguladora e no bico injetor de arla. Segundo Lassen, “o ideal é que o produto seja armazenado em local fresco, arejado e principalmente sem exposição direta ao sol. Se armazenado entre -11°C e 30°C o prazo de validade atingirá facilmente um ano”.

Quais os riscos do Arla 32 adulterado?

Além de crime ambiental, o uso de Arla 32 adulterado pode trazer sérios danos para o veículo. É comum casos de motoristas que colocam água no tanque de Arla 32. “Não faça isso! O sistema SCR possui sensores capazes de identificar que a substância usada é incorreta e através de um gerenciamento eletrônico interligado reduz a potência do motor em 40%, só a devolvendo após a substituição por um Arla 32 íntegro. Ainda mais sério são os problemas que podem ocasionar aos componentes do sistema de pós tratamento, como danos à válvula dosadora, bico injetor de Arla e principalmente ao catalisador, uma peça cara e essencial”, explica Lassen. Um Arla adulterado forma cristais que entopem o catalisador. O custo médio para conserto? Cerca de R$ 20 mil.

“Importante reforçar que se o motorista for pego com Arla 32 irregular vai responder por crime ambiental, que tem multa pesada e pode levar de 1 a 5 anos de prisão”, frisa Lassen.

Como identificar a qualidade do Arla 32?

Lassen dá algumas dicas que podem ajudar os motoristas a checar se o Arla 32 oferecido pelo revendedor ou posto é de qualidade. “Alguns postos de abastecimento armazenam o Arla 32 em sistema de bombona. Neste caso, veja se o recipiente onde é armazenado é transparente e permite a visualização do produto. O Arla 32 deve sempre ser incolor e limpo. Se houver adulteração de cor ou a presença de impurezas, como sujeiras, não compre”.

Desconfie quando o preço for muito atrativo. Normalmente, um litro de Arla 32 gira em torno de R$ 4. Preço muito abaixo do mercado pode ser sinal de produto adulterado. “Além de poder danificar seu veículo, a infração de crime ambiental é séria e tem consequências pesadas. Prefira comprar em um posto ou revendedor de confiança”, alerta Lassen.

Como reduzir a emissão de poluentes?

Para que seu veículo tenha emissões ainda mais baixas de poluentes e um desempenho melhor, vale usar o Arla 32 com diesel aditivado. Além da redução da emissão de poluentes, o diesel aditivado promove a limpeza de resíduos provenientes da carbonização no processo de combustão, promovendo maior desempenho do motor. Estudos e testes feitos pela Raízen nas frotas de empresas parceiras mostram que a utilização do Shell Evolux Diesel reduz em até 3% o consumo de combustível.

Pneumáticos começam a rodar

Previous article

Botuverá Transportes se “derrete” pelo novo Actros

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *