Notícias do Dia

E a Fuchs “mira” o crescimento

0

FUCHS projeta crescimento de 36% no faturamento de sua divisão de mineração e traça planos estratégicos para 2021

Após fechamento positivo do setor de mineração em 2020, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), a FUCHS , maior fabricante independente de lubrificantes e produtos relacionados do mundo, vislumbra um cenário ainda mais otimista para 2021 e prevê aumento de 36% na receita de sua divisão de mineração, em relação a 2020. Levando em consideração este novo cenário, a companhia já traça planos estratégicos para o setor e ampliará seu portfólio de produtos tecnológicos de alta performance, biodegradáveis e que respeitam a saúde ocupacional dos operadores para atender às demandas do mercado de mineração.

A nova gama de produtos complementa as famílias CEPLATTYN, STABYL, LAGERMEISTER, RENOLIT, RENOLIN, RENOCLEAN e TITAN que inclui óleos de motor, hidráulicos e de transmissão para caminhões fora de estrada, lubrificantes para equipamentos móveis e estacionários, além de supressores de poeira.

De acordo com o Gerente Comercial da Divisão de Mineração da FUCHS, Leandro Caramanti, a iniciativa reforça o papel da companhia no mercado de mineração. “Este segmento é fundamental dentro do contexto global da FUCHS Lubrificantes. Desta forma, nossa atuação neste mercado é conhecida pela confiabilidade dos nossos produtos que trazem segurança operacional e ganhos de produção aos nossos clientes e atenção aos aspectos de sustentabilidade, com o suporte de um time internacional de especialistas dedicados em oferecer e desenvolver soluções em lubrificação para diversos equipamentos, tanto móveis, quanto estacionários”, pontuou o executivo.

Impactos da pandemia

Para o Coordenador Comercial da Divisão de Mineração da FUCHS, Rilson Silva, a pandemia teve impactos diretos no mercado minerador, principalmente no valor das commodities. “O setor de mineração é bastante diversificado. Neste sentido, o valor das commodities de alguns segmentos, como de Ouro, atingiu altos preços em meio a pandemia, enquanto outros foram mais impactados em função das medidas mais restritivas de isolamento, que reduziram sua demanda”, afirma.

Ainda de acordo com Silva, neste contexto, a FUCHS possui papel imperativo no que se refere a atender este mercado. “Com o aumento do valor das commodities e aumento do câmbio, os clientes de mineração passaram a focar mais em produtividade e disponibilidade de equipamento, além da necessidade de contar com parceiros que oferecem performance e atendimento técnico especializado. Com isso, a FUCHS, por meio da divisão de mineração, possibilita o atendimento a esta necessidade com produtos tecnológicos e suporte técnico dedicado”, ressalta.

Tecfil amplia o portfólio

Previous article

Obras prontas em Campinas

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *