Destaque

Elétricos: eles ganham cada vez mais o mercado!

0

Seara inicia transporte com caminhão 100% elétrico e sem emissão de carbono

Em linha com o seu compromisso de buscar soluções inovadoras e sustentáveis para sua operação logística, a Seara inicia neste mês o transporte com um caminhão 100% elétrico e com emissão zero de gases poluentes. O modelo, com tecnologia importada, tanto motor quanto thermo king, é o primeiro a rodar na indústria de alimentos refrigerados do Brasil.

Em termos comparativos, a cada Veículo Urbano de Carga (VUC) – utilizado atualmente e movido a diesel – retirado das ruas, cinco toneladas de monóxido de carbono deixam de ser emitidas mensalmente, o que equivale ao plantio de 35 árvores para neutralizar suas emissões. Além disso, o caminhão elétrico apresenta, em média, um custo operacional até três vezes menor do que o VUC.

A JBS, segunda maior empresa de alimentos do mundo e líder no setor de proteína, assumiu em março o compromisso de se tornar Net Zero até 2040. Ou seja, a Companhia se compromete a zerar o balanço de suas emissões de gases causadores do efeito estufa, reduzindo a intensidade de emissões diretas e indiretas e compensando toda a emissão residual. A JBS é a primeira grande empresa global do setor de proteína a estabelecer uma meta Net Zero.

“A inovação e a sustentabilidade são pilares fundamentais para a Seara e o projeto com caminhão 100% elétrico reforça esse posicionamento que também implementamos em nossa operação. Estamos sempre em busca de modais alternativos e limpos, e nosso objetivo é ampliar cada vez mais o alcance dessas soluções logísticas disruptivas, garantindo sempre qualidade e prazo das entregas para os nossos clientes”, ressalta Fabio Artifon, diretor de Logística da Seara .

Nesse primeiro momento, o modelo vai atuar em Santa Catarina, entre Itajaí e Balneário Camboriú, em rotas do segmento premium, responsável pela distribuição de produtos de linhas como Incrível e Seara Gourmet. Até o fim do ano, e com uma boa performance desse projeto-piloto, a empresa planeja adquirir mais três veículos similares e a expectativa é ter 40% da frota desse setor padronizada em até cinco anos, dependendo da disponibilidade de equipamentos no mercado brasileiro para a produção do veículo.

Para garantir a autonomia do caminhão, que pode rodar até 150 Km, a Seara instalou uma infraestrutura específica em seu hub em Itajaí. O tempo de recarga da bateria dura em média quatro horas e, paralelamente, a Companhia busca parceiros onde também seja possível implementar uma estrutura para que seja possível fazer o reabastecimento dos veículos.

Chegou o Gigantes do Asfalto! Vai dar certo?

Previous article

Pra valer: iniciam os testes com o Mercedes a hidrogênio

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Destaque