Notícias do Dia

Em prol do fretamento

0

Sinfretiba lança Campanha “Fretamento: Muito mais que um transporte”

O Sinfretiba (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros por Fretamento de Curitiba e Municípios do Paraná) lança neste mês a Campanha “Fretamento: Muito mais que um transporte”, que visa sensibilizar os mais diversos públicos sobre os benefícios do transporte por fretamento para mobilidade urbana, a sociedade e o meio ambiente.

Para José Vicente Ferreira, diretor executivo do sindicato, utilizar um serviço de transporte por fretamento, seja no transporte para o trabalho ou no turismo, traz vantagens diversas para contratantes, usuários e para a sociedade como um todo. “São benefícios como redução de consumo de energia e de emissões de poluentes, o melhor uso do espaço viário e a diminuição de acidentes. Isso sem falar na segurança trazida por um transporte profissional, conforto e a possibilidade de aproveitar o tempo que seria ocioso no trânsito para algo útil”, afirma. “O tem esses benefícios, sentindo-se valorizado, e a empresa garante uma melhor produção no dia a dia do trabalho, além dele se sentir valorizado”, completa.

E com a retomada da economia já se tornando realidade em algumas partes do Brasil, é o momento de mostrar a importância de um transporte como o fretamento. “As indústrias, empresas de serviço e comércios estão dando início a uma nova etapa de reabertura, mas sabemos que nada será como antes. Neste novo cenário, se faz ainda mais necessário mostrar as principais vantagens e os diferenciais do transporte de passageiros por fretamento”.

Sobre a Campanha –  A Campanha “Fretamento: Muito mais que um transporte” tem formato digital, sendo composta por 10 peças que reforçam e explicam os principais diferenciais e benefícios do setor de fretamento como, por exemplo, aliado do meio ambiente e da mobilidade urbana, é um serviço que trabalha com a demanda programada, oferece qualidade de vida para quem é transportado, assim como conforto, segurança e pontualidade.

Auxílio nas especiais

Previous article

Um debate necessário

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *