Notícias do Dia

Mais treino, menos acidente!

0

Acidentes fatais com veículos pesados caem 45% no primeiro semestre deste ano em São Paulo

O número de mortes em acidentes de trânsito envolvendo veículos pesados (ônibus e caminhão) caiu 45% no primeiro semestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2019 na cidade de São Paulo. De acordo com dados do Infosiga-SP, foram registrados 6 óbitos em 2020 ante 11 registrados no ano passado. Ainda segundo o balanço, em todo o estado de São Paulo os números de mortes nas rodovias caíram 26% em comparação ao mesmo período do último ano.

Ainda de acordo com o balanço, as principais vítimas fatais são pessoas com faixa etária entre 55 a 59 anos, que correspondem a 16,7% do total de pessoas vítimas de acidentes nas rodovias. No Estado, foram as vítimas fatais com a mesma faixa etária correspondem a 14%.

Grande parte dos acidentes que acontecem nas principais rodovias estaduais são resultado da falta de treinamento dos condutores. Na avaliação da especialista em tecnologia para educação digital e CEO da Younder, Cláudia de Moraes, treinamentos contínuos para todos os tipos de frotas e categorias, com foco na capacitação, conscientização e desenvolvimento de habilidades, contribuem para salvar vidas no trânsito. “Muitas pessoas vão para as ruas sem o preparo necessário. O ideal seria ensinar os motoristas a desenvolverem habilidades e conhecimentos para que tenham consciência da importância de trafegar de forma segura nas ruas e rodovias”, destaca.

Com o objetivo de transformar o comportamento dos condutores de empresas que possuem frotas de veículos pesados e contribuir para que os índices sigam em queda, a Younder traz como novidade a Academia de Mobilidade. A empresa possui uma equipe de profissionais multidisciplinar que desenvolve uma metodologia capaz de alinhar teoria e prática na indicação de cursos que resolvem os fatores que levam a uma condução perigosa, o que aumenta a eficiência dos treinamentos até mesmo aos motoristas mais experientes.

Agora é 100% digital!

Previous article

Vendinha? Aqui não né VW?

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *