Destaque

Otimismo nos “busão” em 2022!

0

Scania está otimista com o mercado de ônibus em 2022

A Scania segue otimista com o mercado de ônibus no segundo semestre de 2021 e também para o ano de 2022 com uma retomada gradual de vendas. Os impactos negativos da pandemia da Covid-19 postergaram as renovações e ampliações de frotas, porém as empresas estão voltando a comprar e negociar lotes para o ano que vem. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) haverá alta de 13% nas vendas da indústria em 2021 na comparação ao período anterior.

“Os clientes de ônibus, tanto urbano, fretamento ou rodoviário, estão voltando a nos procurar para efetivar compras e planejar entregas para o ano que vem. Está sendo um processo gradual de retomada e que deverá permanecer ao longo de 2022. Imaginamos que uma recuperação efetiva do setor ainda leve pelo menos dois anos”, afirma Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil. “Em nenhum momento deixamos de estar ao lado dos clientes com o apoio da nossa rede e das Soluções Financeiras Scania, do Banco e do Consórcio. É uma busca incansável para encontrar as melhores alternativas que possibilitem a renovação ou ampliação das frotas. Quanto mais novos os ônibus mais rentável será a retomada do cliente.”

O avanço do plano nacional de vacinação da Covid-19 tem sido fundamental para esta retomada gradual do mercado rodoviário. “De modo geral, o cliente já tem notado o aumento do fluxo de passageiros. A vacina está dando mais tranquilidade para os deslocamentos por ônibus. Além disso, os operadores têm investido em medidas que seguem as regras sanitárias para evitar o contágio. O veículo está sendo entregue ao cliente ainda mais seguro por dentro e por fora. E o passageiro tem reconhecido o empenho nestas atualizações”, conta Celso Mendonça, gerente de Vendas de Soluções para Mobilidade da Scania no Brasil.

Outra consequência positiva da imunização mais ampla acontece no segmento do turismo que registra uma movimentação mais acelerada do que no primeiro semestre. “Mesmo assim, uma parte acostumada a viajar a turismo por ônibus ainda está esperando mais um pouco para voltar. Contudo, o último trimestre, que alavanca a preparação das viagens de fim de ano, Natal, Ano Novo e férias de janeiro, será bem aquecido. As empresas também estão fazendo sua parte, investindo em medidas seguras de higienização e distanciamento de poltronas”, explica Mendonça. Por outro lado, com a volta cada vez mais frequente dos trabalhadores aos locais de trabalho físico, seja em período integral ou mescla de home office, a consequência é o aumento exponencial do fretamento, das consultas e compras.

Nos urbanos, a expectativa é também de alta, em 2021 e em 2022, de maior busca pelas opções sustentáveis. “Temos as linhas a gás (natural e/ou biometano) urbana e rodoviária e notado o interesse crescente do cliente e dos órgãos gestores. A mobilidade urbana mais sustentável, descarbornizada, com cidades cada vez mais inteligentes e integradas com a digitalização, não pode depender apenas do diesel como matriz energética. Estamos preparando nossos futuros produtos para estar ainda mais inseridos neste contexto. Precisamos ofertar não um ônibus puramente de apelo futurista, mas que traga uma solução ao diesel que caiba no bolso do operador”, salienta Munhoz.

O mercado continua se modernizando e seguindo a tendência da digitalização, e vendo a crescente atuação dos aplicativos de passagens, uma nova realidade de concorrência. “Quem usa o ônibus, especialmente nas viagens rodoviárias e de turismo quer verdadeiramente uma experiência satisfatória no trajeto. Cada vez mais ele deseja facilidade, agilidade e compromisso da empresa que o levará ao destino. Nesta disputa vencerá quem tiver a melhor frota, mais nova e confortável para o passageiro, e que para o operador propicia redução dos custos e aumento da rentabilidade. E, a linha Scania oferece ao cliente a melhor solução que engloba produto, serviços, gestão de frota, conectividade e modalidade financeira via Banco ou Consórcio”, conclui Mendonça.

Apache VIP “manda” em Niterói

Previous article

Concessões para melhorar no PR!

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Destaque