Carga

Pós de responsa!

0

Unidade de treinamento móvel da Allison proporciona interação prática aos clientes dos seus produtos. Por mais importante que seja para a Allison Transmission ter um amplo portfólio de transmissões totalmente automáticas que atendam aos mais severos e variados tipos de uso, é essencial ter um acompanhamento permanente de pós-vendas que garanta o bom funcionamento dos seus produtos e atenda as expectativas dos seus clientes em todo mundo. E é isso que a Allison tem feito incansavelmente durante toda a sua existência.

Aqui no Brasil, uma das principais ferramentas de interação com as equipes de manutenção de seus clientes é a Unidade Móvel de Treinamento. Com a sua participação, a Allison circula por todo o país entendendo as necessidades de cada frotista em seu próprio local de trabalho. Essa ação permite que constantemente a empresa atualize tecnicamente as equipes de manutenção dos frotistas mostrando os detalhes tecnológicos mais recentes que foram introduzidos em seus produtos.

De acordo com Francisco Nascimento, subgerente de manutenção da unidade de Barueri (SP) da Veolia Brasil, “Nossos primeiros caminhões automáticos equipados com Allison foram comprados com foco no maior conforto e qualidade de trabalho para nossos motoristas. Mas, a partir de um certo tempo de uso, percebemos que ganhávamos muito com a baixa manutenção desses veículos”. A Veolia é uma empresa que entre outras atividades constrói e administra aterros sanitários para resíduos domiciliares e industriais, e que possui Centros de Gerenciamento de Resíduos nos estados de São Paulo e Santa Catarina.

Somente na unidade de Barueri, local do mais recente treinamento feito pela Allison para seus funcionários, ela mantém 40 caminhões compactadores de resíduos, dos quais 32 estão equipados com as automáticas Allison. A última compra, feita no decorrer de 2018, incorporou 12 novos Mercedes-Benz Atego à sua frota. “De maneira geral, considerando o maior tempo parado dos veículos para manutenção corretiva – que era o principal caso anteriormente –, os custos dessa manutenção e a significativa eficiência que os caminhões equipados com as automáticas Allison trouxeram, estimo que tivemos uma produtividade em torno de 30% maior para a nossa frota”, explica Nascimento.

Preço dos combustíveis baixa até 5% no SE

Previous article

Economia no tanque

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in Carga