Notícias do Dia

Se o custo cai…

0

Melhorias na BR-163/PA e renovação da Malha Paulista apontam queda no custo Brasil

As obras de pavimentação da BR-163/PA e a renovação do contrato de concessão da ferrovia Malha Paulista neste ano apontam queda no custo Brasil, de acordo com estudos publicados pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL) em seu Boletim de Logística. De acordo com o boletim, tanto a pavimentação da BR-163/PA quanto as melhorias que serão promovidas com a renovação da Malha Paulista aumentarão a eficiência do escoamento da produção agrícola para os portos do Arco Norte e para o Porto de Santos, gerando economia de mais de R 1,2 bilhão, por ano, com a redução de fretes.

O estudo da EPL revela como as más condições da BR-163/PA pode impactar a cadeia logística nacional. A infraestrutura anterior deficitária desta rodovia embutia pesados custos no escoamento de grãos oriundos do estado do Mato Grosso, principalmente durante o período de chuvas. A EPL estima que para o ano de 2018 as perdas associadas às más condições foram de R$ 580 milhões.

No entanto, depois que o Governo Federal começou a entregar as obras de pavimentação da rodovia, os estudos mostraram uma redução de mais de 13% nos custos operacionais diretos. Antes, um frete médio de Sinop/MT a Miritituba/PA, que custava cerca de R$ 10.200,00, passou a custar cerca de R$ 8.900,00. Além disso, um motorista que levava cerca de 10 dias para percorrer os 936 quilômetros entre a localidade, agora realiza a mesma viagem em quatro dias, em média.

Os dados também mostram ainda que mesmo que o valor do frete tenha diminuído, os caminhoneiros foram impactados positivamente. Agora, conseguem realizar mais viagens ao longo do mês e, consequentemente, aumentar o lucro.

Segundo levantamento realizado pelo DNIT, junto ao Movimento Pró-Logística, que representa o agronegócio, um motorista que ganhava cerca de R$ 26 mil/mês, em 2019, agora, com a pavimentação da BR-163 fatura aproximadamente R$ 39 mil – aumento de 50%. Com as melhorias na rodovia, os caminhoneiros também foram beneficiados com a redução no custo de manutenção dos veículos, contribuindo diretamente no orçamento.

Com informações Minfra

Se preparando

Previous article

De olho no canal da Volvo!

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *