Notícias do Dia

Só para o transporte

0

Governo de SP cria grupo de trabalho para o transporte de cargas e lança canal de denúncia

O Governo do Estado de São Paulo criou um grupo de trabalho ligado às áreas de logística e transportes para garantir o funcionamento da malha rodoviária paulista e, consequentemente, todo o sistema de escoamento de produtos durante esse período de pandemia do coronavírus. O objetivo é facilitar a circulação de mercadorias e garantir a segurança dos profissionais que trabalham nesta cadeia econômica, que não pode ser interrompida.

Nesse sentido, os caminhoneiros têm papel fundamental. Medidas estão sendo tomadas para ajudá-los a continuar este trabalho tão importante para o restante da população. Entre elas, está a criação de um Canal de Denúncias onde qualquer caminhoneiro poderá reclamar ou relatar uma situação ocorrida nas rodovias – como um bloqueio ou serviços essenciais fechados, por exemplo. O canal vai funcionar por meio do 0800 do DER e também por e-mail.

O Canal de Denúncias será divulgado nas Redes Sociais do Governo de SP e nos mais de 400 Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs) espalhados pelas rodovias paulistas, numa campanha que valoriza os caminhoneiros e torna mais fácil o contato direto com o grupo de trabalho.

“Nossa preocupação é garantir a esses profissionais boas condições para que exerçam bem o seu trabalho, garantindo a manutenção dos serviços essenciais, orientando sobre os cuidados com a saúde, sobre a situação das estradas e mostrando os esforços do governo de São Paulo para juntos superarmos esse momento de dificuldade. São os caminhoneiros que fazem com que os alimentos cheguem aos supermercados, os remédios cheguem às farmácias e os hospitais e postos de saúde tenham condições de atender bem à população”, afirma o secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

Para prevenir!

Previous article

CNT é contra suspender pedágios

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *