Notícias do Dia

Um setor mais forte

0

Campanha “Movidos pela Vida” fortalece setor de fretamento

Com a pandemia da Covid-19, o Brasil e o mundo enfrentam um momento até então nunca imaginado. A disseminação do vírus pelo país exigiu tomada de decisões rápidas e certeiras de todos os setores para que os impactos fossem os menores possíveis e mostrou que é preciso uma grande preparação para uma nova vida.

Antecipando-se às mudanças necessárias, a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo (FRESP) desenvolveu a campanha “Movidos pela Vida” que, além de divulgar e buscar mecanismos para implementar de forma mais fácil e rápida os protocolos de segurança no setor de fretamento, também traz ações de aproximação junto aos associados com o objetivo de compartilhar ideias e experiências que têm dado certo.

Desde a chegada do vírus no Brasil, o setor de fretamento se movimentou para que o transporte continuasse sendo oferecido de forma adequada. A diretora executiva da FRESP, Regina Rocha, explica que a Federação deu sua contribuição para a elaboração de medidas em relação ao transporte por fretamento. “Nos envolvemos nos pilares do protocolo de segurança desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, em temas como distanciamento social, higiene pessoal, limpeza e higienização de ambientes, comunicação e monitoramento das condições de saúde”.

Regina ressalta que, com a retomada das atividades econômicas, a Federação procurou se adiantar, contribuindo para a disseminação da informação e consequente estruturação protocolos por parte das empresas, com pilares e medidas para que os clientes e passageiros possam utilizar o serviço com mais segurança.

E vai sair na frente quem se adequar mais rápido. “Quem entender este processo e realizar as mudanças terá um forte diferencial competitivo. Nós do setor de fretamento já temos os pilares de segurança para serem seguidos e que estarão em constante atualização, em função das novas descobertas da ciência e das características de cada atividade”, enfatiza.

A diretora da FRESP reforça que as mudanças com o ‘novo normal’ serão permanentes. “Acreditamos na importância de evoluir e aprender com o que estamos passando. Por isso, os protocolos cobrados pelo Governo, clientes e sociedade como um todo deverão se tornar rotina, independente do setor”.

Se tá difícil para os caminhões…

Previous article

Manda um “zap”

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *