Notícias do Dia

Uma leve melhora

0

Já são onze semanas de acompanhamento e a situação continua preocupando o setor

A demanda por transportes rodoviários de cargas no Brasil terminou a última semana com queda de 39,7% em relação aos níveis anteriores à pandemia de coronavírus, uma melhora de cerca de 1,6 ponto percentual ante a semana anterior, indicou pesquisa da Departamento de Custos Operacionais da NTC&Logística (DECOPE) nesta terça-feira.

De acordo com o levantamento da associação, que verifica os níveis de demanda desde meados de março, quando os impactos econômicos da pandemia começaram a se acentuar, esse é o melhor resultado desde a semana encerrada em 5 de abril –à ocasião, havia queda de 38,7%.

O pior momento da demanda ocorreu na semana de 13 a 19 de abril, quando a sondagem atingiu recuo de 45,2%. Após uma recuperação, nas duas semanas anteriores à pesquisa atual o nível da queda havia permanecido em torno de 41%. Na contagem mensal, maio terminou com melhora de cerca de 3 pontos percentuais em relação a abril, apresentando queda de 40,77% na demanda, segundo o DECOPE.

Na última semana, houve ainda uma leve melhora no percentual de empresas que tiveram queda no faturamento desde o início da crise sanitária, que agora figura em 93%. Ainda assim, é o segundo maior nível visto até o momento, perdendo apenas para os 94% registrados na semana anterior.

Segundo o presidente da entidade, Francisco Pelucio “essa é uma situação que ainda preocupa, mesmo sendo um número menor em relação à semana anterior, ainda é alto. Estamos torcendo para que a retomada aconteça, mesmo que aos poucos, dando atenção e os devidos cuidados com a higiene, para manter a saúde de todos os envolvidos”.

Informações NTC

Uma furgoneta boa de mercado

Previous article

Aqui não violão!

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *