Notícias do Dia

ZF amplia a Service Partners

0

ZF Aftermarketing tem novas lojas da ZF Service Partners

A ZF Aftermarket anuncia a ampliação de cobertura dos ZF Service Partners (ZFSP), concessionárias ZF especializadas em transmissões para veículos comerciais. Atualmente, existem 62 pontos de serviço especializados operantes no Brasil e oito em processo de implementação, com conclusão prevista ainda em 2021. Todos os pontos trabalham com profissionais treinados na ZF, especificamente para reparação em transmissões mecânicas, automatizadas e automáticas de veículos comerciais. 

De acordo com Fernando Martins Rodrigues, gerente sênior de vendas e serviços da ZF Aftermarket, o trabalho de busca por novas concessionárias com a nossa bandeira é uma constante dentro da empresa. “Nos últimos quatro anos a média foi de cinco novas nomeações por ano”, explica o executivo. “Para 2021 as cidades de Campo Grande e Três Lagoas em MS, Uberlândia e Muriaé, em MG, Santo André, SP, Palmas, TO, Imperatriz, MA e Joinville, em SC, devem contar com novos ZF Service Partners dedicados a esse atendimento”, prevê.

“O objetivo é disponibilizar prontidão de serviços e peças para transmissões ZF que estão em circulação e, desta forma, assegurar o suporte de campo aos usuários dos produtos ZF, com a execução de serviços de qualidade e utilização de peças originais”, explica. 

Os critérios da ZF Aftermarket para nomeação de um novo “ZFSP” incluem a cobertura de serviços e vendas de peças. “Elaboramos uma análise por região, que leva em consideração a população de veículos emplacados. Com isso, verificamos o potencial de mercado calculado. Também avaliamos o perfil da empresa, que deve ter tradição nas áreas de reparação de transmissões mecânicas, automáticas e automatizadas e venda de peças de reposição”, detalha o executivo.

Os novos nomeados devem seguir o Manual de Instalações da ZF Aftermarket para funcionar e trabalhar com as transmissões da marca, a fim de garantir a execução dos serviços com qualidade, limpeza, respeitando a ergonomia de seus colaboradores. “É necessário ter áreas específicas para receber o veículo e realizar a reparação dos componentes, com total organização, identificação visual, além de reunir condições para o tratamento de efluentes e meio ambiente”, completa Rodrigues.

De olho no Setcesp!

Previous article

Iveco é na Rodonaves pelo jeito!

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *