Notícias do Dia

ZF vai mandando bem!

0

ZF vai bem nos números do 1º semestre

A ZF concluiu o primeiro semestre de 2021 com números positivos de vendas e lucro. Em contraste com o primeiro semestre de 2020, que foi significativamente impactado pela pandemia da Covid-19, a empresa gerou vendas de 19,3 bilhões de euros (2020: 13,5 bilhões de euros) nos primeiros seis meses deste ano. Ano após ano, isso corresponde a um aumento nas vendas de 43%. O EBIT ajustado ficou em 1,0 bilhão de euros (2020: menos 177 milhões de euros). O desenvolvimento positivo dos negócios contrasta com um ambiente de mercado internacional geralmente difícil e volátil.

“Aproveitamos o impulso do segundo semestre de 2020 para este ano e nos beneficiamos da recuperação econômica da indústria automotiva,” disse Wolf-Henning Scheider, CEO da ZF, ao apresentar os números do semestre na quinta-feira. “Ao mesmo tempo, desenvolvemos continuamente nossa organização em termos de cooperação ágil e garantimos vários novos pedidos com tecnologias inovadoras para reduzir as emissões e aumentar a segurança dos veículos.”

Além da continuidade do trabalho em condições pandêmicas, o primeiro semestre do ano foi caracterizado por efeitos imediatos, como a escassez de semicondutores e a interrupção das cadeias de abastecimento, bem como aumento de preços de matérias-primas e serviços de logística. A ZF, portanto, reajustou parcialmente suas cadeias de suprimentos e as encurtou, envolvendo cada vez mais fornecedores locais. “Além disso, as tendências de longo prazo estão se acelerando, o que é evidente na Europa por meio de novos limites de emissões de CO2 altamente ambiciosos,” disse Scheider. “Embora isso aumente a demanda por acionamentos totalmente elétricos, será muito difícil encontrar um equilíbrio entre a proteção climática, o emprego e as necessidades de mobilidade das pessoas. Um plano claro para o desenvolvimento de infraestrutura – desde a geração de energia e redes de energia até a infraestrutura de carregamento – é essencial para ajudar a determinar o caminho a seguir.”

A ZF avançou nos últimos meses com a “Transformação Tarifvertrag”, um acordo coletivo celebrado há um ano com o conselho de trabalhadores e os sindicatos. Neste contexto, discussões estão em andamento nas localidades alemãs para desenvolver objetivos para sua orientação futura. “Aqui, estamos aproveitando o tempo que o acordo coletivo nos dá até o final de 2022. Junto com os representantes dos colaboradores, estamos desenvolvendo planos sólidos para cada localidade. Já fomos capazes de desenvolver soluções promissoras para a maioria deles,” enfatiza Scheider.

Principais números melhorados; estratégia de financiamento adaptada

A ZF também se beneficiou da recuperação econômica geral da indústria automotiva no primeiro semestre do ano. De janeiro a junho, a empresa gerou vendas de 19,3 bilhões de euros (2020: 13,5 bilhões de euros). Isso representa um aumento de 43% ano após ano. Ajustado para efeitos de câmbio e Fusões e Aquisições – M&A, isso corresponde a um aumento orgânico nas vendas de 38% (2020: menos 27%). A empresa relatou um EBIT ajustado de 1,0 bilhão de euros. Isso corresponde a uma margem de EBIT ajustada de 5,2% (2020: menos 1,3%).

“No primeiro semestre de 2021, atingimos nossas metas e melhoramos a qualidade dos resultados,” disse Dr. Konstantin Sauer, CFO da ZF. “Para continuar este desenvolvimento positivo, a contenção de custos continua sendo um tópico vital para nós.”

Tendo em vista os desenvolvimentos recentes e as perspectivas para os próximos meses, que são caracterizados por incertezas devido à atual situação da cadeia de suprimentos, a ZF manterá sua projeção para o ano. A ZF espera gerar vendas entre 37 bilhões e 39 bilhões de euros este ano. Da perspectiva de hoje, espera-se que as vendas estejam na extremidade superior da faixa. A empresa espera uma margem de EBIT ajustado na faixa de 4,5% a 5,5%; espera-se que o fluxo de caixa livre ajustado fique entre 0,8 bilhão de euros e 1,2 bilhão de euros. No segundo semestre do ano, a ZF espera um encargo sustentado devido aos custos mais elevados com matérias-primas e serviços de logística. Os riscos podem surgir da disponibilidade limitada contínua de semicondutores e do desenvolvimento da pandemia da Covid-19.

e-Delivery no detalhe!

Previous article

Aniversário com desconto!

Next article

You may also like

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *