Mais 1.3 mil km de rodovias!
Diretoria de Infraestrutura Rodoviária do DNIT encerra 2021 com diversas entregas

Responsável pela manutenção, recuperação e construção de rodovias federais, a Diretoria de Infraestrutura Rodoviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DIR/DNIT) encerrou o ano com resultados positivos para os brasileiros: o país ganhou, em 2021, 1.387,80 quilômetros de rodovias novas e modernizadas. Foram diversas entregas por todo o Brasil que garantiram aos usuários mais segurança e conforto no tráfego pela malha viária sob jurisdição da Autarquia.

Dos mais de 1,3 mil quilômetros contemplados, 449,48 quilômetros de rodovias foram restaurados, 193,8 quilômetros foram pavimentados, 538,62 foram recuperados/revitalizados e 205,9 quilômetros foram submetidos à adequação.

Ponte do Abunã – Uma das obras mais importantes da região Amazônica, a construção da Ponte sobre o Rio Madeira em Abunã, iniciada em 2014, foi entregue em maio, interligando o Acre e a Região Norte ao sistema rodoviário do país. Localizada no encontro dos rios Madeira e Abunã, no distrito de Vista Alegre do Abunã (RO), município de Porto Velho, a ponte tem 1.517 metros de extensão e recebeu investimentos de mais de R$ 160 milhões.

Desde a abertura da BR-364/RO, entre Rio Branco e Porto Velho, na década de 1980, a travessia sobre o Rio Madeira era feita por balsas e o trajeto entre as margens chegava a durar, em média, duas horas (entre a espera e a travessia). Agora, é possível cruzar o Rio Madeira em menos de cinco minutos A obra é considerada fundamental para a integração nacional e, no futuro, fará parte do caminho que vai interligar o Brasil ao Oceano Pacífico.

Variante de Frios e Umirim e viaduto de Horizonte – Outro importante entrega foi a conclusão das obras remanescentes das variantes de Umirim e Frios, na BR-222/CE, retomadas em fevereiro de 2021. Paralisadas desde 2016, as variantes eram muito aguardadas pelos cearenses.

A Variante de Frios, entre o km 82 e o km 83, elimina um trecho sinuoso, com curvas bastante acentuadas, e uma passagem de nível com uma ferrovia existente no local. Já a Variante de Umirim, no trecho situado entre o km 87 e o km 92, visa redirecionar o tráfego, com a finalização das camadas de revestimento betuminoso e de recuperação de parte do pavimento que havia sofrido deterioração.

Após a conclusão e liberação das variantes, em outubro de 2021, a ligação pela BR-222/CE entre cidades como Fortaleza, Sobral e Tianguá tornou-se mais segura e mais confortável aos usuários.

No Ceará, o DNIT também liberou para o tráfego o viaduto da cidade de Horizonte, na BR-116/CE. A entrega elimina um ponto crítico na região metropolitana de Fortaleza, melhorando o acesso à cidade. O segmento em que se insere o viaduto pode ser utilizado por motoristas que seguem pela BR-116/CE com destino à área urbana do município e pelos veículos que saem de Horizonte e passam pela rodovia com destino ao sul do estado, até cidades como Russas e Limoeiro do Norte.

Duplicação da BR-163/364/MT e entrada de Cuiabá – Um dos principais corredores logísticos do Brasil, importante para exportação de produtos pelos portos do Sul e Sudeste, bem como para transporte de cargas destinadas ao consumo interno, a BR-163/364/MT teve as obras de duplicação e restauração concluídas em 2021.

Iniciadas em 2014 e com 168 quilômetros de extensão, as obras tiveram seu último segmento – junto ao perímetro urbano de Cuiabá – entregue em agosto. Em 2020, o Governo Federal já havia concluído dois contornos rodoviários, um em Juscimeira e outro em São Pedro da Cipa, além de um novo posto da Polícia Rodoviária Federal situado no km 388, na saída de Cuiabá em direção à Rondonópolis.

A entrega favorece a conexão com uma das maiores regiões produtoras de grãos do país, com tráfego pesado intenso. A duplicação aumenta a segurança rodoviária e reduz os tempos de viagem e custos de transporte, beneficiando o consumo nacional e aumentando a competitividade do produto brasileiro no mercado internacional.

Restauração da BR-040/RJ e das Travessias de Italva e Itaperuna – No Rio de Janeiro, o DNIT entregou, também em 2021, as travessias urbanas dos municípios de Italva e Itaperuna, na BR-356/RJ. Para o município de Italva, a obra trouxe melhorias na pavimentação, drenagem e sinalização da rodovia, a implantação de um trevo na rodoviária, barreiras de segurança e galerias pluviais. Já para as obras de restauração no trecho de 8,8 quilômetros da BR-356/RJ, na travessia de Itaperuna, além de mais conforto e segurança, com ciclovia, novas calçadas e baias de estacionamento em pontos de ônibus, foram executadas melhorias na pavimentação e na drenagem.

Com informações Dnit

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Novas tarifas!

Novas tarifas!

Tarifas de linhas semiurbanas de diversas regiões do país são atualizadas

Quase real!

Quase real!

Honeywell melhora sua experiência de treinamento industrial com tecnologia de realidade aumentada

+ categorias