Visando a economia!
Aumento de 24,9% no diesel deve ampliar busca por alternativas de economia no abastecimento

O aumento no valor do diesel, de 24,9%, deve ampliar a busca das transportadoras por soluções para economizar no abastecimento. “O diesel é um insumo insubstituível para o setor logístico e por isso as empresas vão procurar formas de minimizar o impacto desse aumento”, explica Fernanda Bortoluzzi Lorenzetti, CRO (diretora de Receita) da TruckPag, start-up de Meios de Pagamento focada em Gestão de Abastecimento.

No ano passado, o Cartão TruckPag, ferramenta para controle e gestão de abastecimento de combustível e demais itens de manutenção veicular, foi responsável por permitir a economia de R$ 26 milhões em operações de abastecimento de seus clientes. O valor corresponde a aproximadamente 15% do total de imposto recolhido em 2021 no ato do abastecimento pelos clientes do Cartão TruckPag. “Trata-se de um instrumento legal onde nós fazemos a parte de checar as notas fiscais de abastecimento entregando para nossos clientes o material pronto para ele dar entrada na compensação”, diz a CRO que completa: ”cabe a empresa fazer o abatimento ou a restituição do valor do imposto dentro do prazo estabelecido”.

A TruckPag presta suporte às transportadoras para aplicação de economia tributária, contribuindo com a redução do gasto com abastecimento do diesel. A empresa realiza gratuitamente a conciliação da emissão das notas fiscais referentes ao custo do combustível pago pelas transportadoras, para que o PIS/COFINS referente ao abastecimento seja compensado. A compensação é possível porque esse tributo é apurado e recolhido pelas transportadoras dentro de sua operação cotidiana.

“Conciliação” é o termo que indica a checagem da veracidade dos documentos fiscais e “compensação” é a possibilidade que as empresas têm de restituir, recuperar ou utilizar valores pagos anteriormente ou de forma equivocada para quitar débitos. “As transportadoras recolhem PIS/ COFINS quando faturam seus serviços e é considerado como insumo essencial a sua operação, e isso permite esse ajuste”, explica a CRO.

O serviço já vinha ganhando adesão no mercado logístico. Em 2021, foram transacionados, pelas 297 empresas que utilizam o cartão, R$ 183,7 milhões em operações de abastecimento. Em 2020, o volume de transações chegou a R$ 52,3 milhões e o número de clientes era menos da metade: 125 empresas. “Com esse aumento de 24,9% no diesel o interesse pelas empresas em gerenciar de forma inteligente seus gastos com abastecimento tende a crescer”, afirma Fernanda.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ dessa categoria
Diretor novo na DAF!

Diretor novo na DAF!

DAF Caminhões Brasil anuncia novo Diretor de Materiais e Logística

Duplica que desenvolve!

Duplica que desenvolve!

Duplicação da BR-101/SE vai desenvolver turismo na divisa do Sergipe com Alagoas

+ categorias