Cummins agressiva no hidrogênio!
Cummins Inc. estabelece politica de curto prazo pra avançar no hidrogênio

A Cummins Inc. estabeleceu uma estratégia agressiva para o hidrogênio, abordando tanto a produção da fonte de energia de baixo carbono quanto a tecnologia de célula de combustível para convertê-lo em energia para os clientes. A líder em tecnologia tem o conhecimento técnico, recursos de fabricação e suporte ao cliente para trazer com sucesso ao mundo uma variedade de produtos relacionados ao hidrogênio em escala para ampla adoção.

“As tecnologias de hidrogênio, particularmente os eletrolisadores, serão uma parte de crescimento rápido e cada vez mais importante de nossos negócios nos próximos anos. À medida que o impulso aumenta em todo o mundo para o uso de soluções de hidrogênio, continuaremos a alavancar nossas tecnologias líderes do setor, nossos profundos relacionamentos com clientes e em nossa extensa rede de serviços para permitir a adoção”, afirma o presidente e CEO da Cummins, Tom Linebarger, membro global do Conselho Hydrogen.

Para Amy Davis, vice-presidente e presidente da Unidade de Negócios New Power, “os clientes podem contar com a Cummins ao enfrentar os enormes desafios apresentados pela mudança para o futuro neutro em carbono previsto pelos acordos climáticos de Paris. Nosso objetivo é ter os produtos certos para atender às necessidades dos clientes em todos os pontos da transição, e é por isso que investimos antecipadamente em várias soluções”.

Para a Cummins, a neutralidade de carbono não pode ser alcançada sem investimento privado e apoio governamental. “Sinto-me encorajada ao ver o interesse do governo em apoiar tecnologias novas em carbono”, disse Davis.

 A Alemanha, por exemplo, planeja gastar US$ 9 bilhões em infraestrutura de hidrogênio nesta década, com 5 Gigawatts de capacidade de eletrolisador até 2030. A China e a Coréia do Sul estão desenvolvendo metas de produção de células de combustível e hidrogênio. Nos EUA, a Califórnia também espera gastar cerca de US$ 230 milhões em projetos de hidrogênio até o final de 2023.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ dessa categoria
Rodovias 5 estrelas!

Rodovias 5 estrelas!

DNIT avança na classificação de rodovias federais pela metodologia IRAP

+ categorias