Para escoar melhor!
Obras na BR-428 vão garantir escoamento da produção agroindustrial de Petrolina (PE)

O transporte da produção agroindustrial da cidade de Petrolina (PE) e o enoturismo terão um impulso com a entrega das obras da BR-428/PE ainda em 2022, avaliou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, após vistoriar as obras de duplicação da rodovia nesta segunda-feira (28).

Com 193,8 quilômetros de extensão, a BR-428/PE começa no trevo do Ibó/BA, com o entroncamento da BR-116/316, e segue até o entroncamento com a BR-407/PE, em Petrolina, cruzando os municípios pernambucanos de Belém do São Francisco, Cabrobó, Orocó, Santa Maria da Boa Vista e Lagoa Grande.

Pela localização, a rodovia é importante ligação entre o interior e capitais de estados do Nordeste. O traçado da via acompanha o rio São Francisco em seus quase 200 quilômetros de extensão. Com as águas do “Velho Chico”, são usadas técnicas de irrigação para a produção das uvas usadas na vinicultura e de mangas, entre outras frutas.

Segundo Tarcísio, o projeto envolve a duplicação de sete quilômetros da rodovia, facilitando a saída do município rumo a Recife, capital do estado. “São mais de R$ 54 milhões de investimentos do Governo Federal, que vão fazer a diferença na vida das pessoas, diminuindo o tempo de viagem, o número de acidentes, e melhorando a logística”, afirmou.

Travessia urbana

Mais cedo, em Juazeiro (BA), o ministro anunciou que o projeto da travessia urbana do município e demais melhorias na BR-235/407/BA está em fase de conclusão e deve ser licitado em maio. “Nós vamos duplicar a travessia urbana, recuperar a pista existente e fazer as vias marginais. Nossa previsão é que em maio façamos a licitação da travessia urbana de Juazeiro e, no segundo semestre, pretendemos iniciar a obra”, completou Tarcísio.

A obra é aguardada pela comunidade local há mais de oito anos. O projeto de renovação da estrada federal e travessia urbana abrange serviços de duplicação e restauração do pavimento, implantação de oito rotatórias e alargamento de quatro pontes, além da construção de sete viadutos. Na chamada Ponte Picolé, segmento da Ponte Presidente Dutra que liga Juazeiro a Petrolina (PE), o estreitamento da via resulta em redução do fluxo de carros, engarrafamentos e perda de investimentos, inclusive de turistas. As intervenções vão, principalmente, regularizar o fluxo de veículos.

Com informações Minfra

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ dessa categoria
Audita aí!

Audita aí!

Com aumento na oferta de fretes , auditoria é solução para zerar erros de cálculo e realizar serviços mais precisos

+ categorias