Investimento do bilhão!
Assinatura de contrato garante cerca de R$ 2 bilhões em investimentos na BR 163/230/MT/PA

A transformação definitiva da BR 163/230/MT/PA em uma rodovia de qualidade para o escoamento da produção agropecuária da região Centro-Oeste teve um passo importante nesta sexta-feira (1º).  Por meio do Ministério da Infraestrutura (Minfra) e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o Governo Federal assinou o contrato de concessão com a Via Brasil BR163 Concessionária de Rodovias S.A, que garante R$ 1,76 bilhão em investimentos pelos próximos 10 anos.

Sistema rodoviário que integra as regiões Sul, Centro-Oeste e Norte do Brasil, importante eixo de escoamento de produção da região, além da ligação a terminais portuários do Arco Norte, a BR-163 foi recuperada pelo Governo Federal e depois concedida à iniciativa privada para novas melhorias e ampliação de capacidade. O trecho rodoviário vai fomentar a economia de 13 municípios em duas unidades federativas. A expectativa é que com a concessão sejam gerados, ao longo do contrato, cerca de 29 mil novos postos de trabalho.

“A BR-163 foi um dos principais projetos do Minfra desde 2019. Foi feita uma promessa que iríamos pavimentar a rodovia, e fechamos os pouco mais de 50 quilômetros que faltavam para concluir. A pavimentação colocou, de forma inédita, o Brasil e os nossos produtores do Centro-Oeste brasileiro mais competitivos do que os produtores do meio oeste americano”, destacou o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.

Projeto

Por 10 anos, a concessionária será responsável pela prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade das rodovias BR-163/230/MT/PA. O contrato poderá ser prorrogado por mais dois anos.

O projeto prevê obras nos trechos: trecho da Rodovia BR-163/MT, entre a divisa PA/MT ao entroncamento MT-220, no município de Sinop; trecho da Rodovia BR-163/PA, entre a BR-230/PA e a divisa PA/MT; trecho da Rodovia BR-230/PA, no encontro da Rodovia BR-163/PA e a travessia do Rio Tapajós.

As principais melhorias promovidas deverão ocorrer até o 5º ano da concessão, incluindo 42,87 km de faixas adicionais, 30,24 km de vias marginais, acessos definitivos aos terminais portuários de Miritituba, Santarenzinho e Itapacurá, oito novos dispositivos de interconexão em desnível, sete passarelas de pedestres, implantação de 340 quilômetros de acostamentos, entre outros.

Com informações Minfra

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Novas tarifas!

Novas tarifas!

Tarifas de linhas semiurbanas de diversas regiões do país são atualizadas

Quase real!

Quase real!

Honeywell melhora sua experiência de treinamento industrial com tecnologia de realidade aumentada

+ categorias