Preocupação da maioria!
Roubo de mercadorias está entre as maiores preocupações do TRC

O roubo de mercadorias aflige 62,5% dos transportadores rodoviários de cargas (TRC) entrevistados na Pesquisa CNT Perfil Empresarial. A dura realidade faz parte dos relatos dos empresários que responderam ao levantamento divulgado na quinta-feira (07/04), pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). As regiões Sul e Sudeste foram apontadas como aquelas com o maior número de ocorrências.

A partir dessa base de dados, a Confederação pode trabalhar em indicadores para monitorar o desempenho do segmento e contribuir na elaboração de estudos e pesquisas, além de aprimorar a reivindicação do setor de investimentos em infraestrutura e políticas governamentais.

“O elevado número de ocorrências de roubo de cargas expõe o transportador a uma situação de risco. O prejuízo decorrente tende a encarecer o serviço oferecido e o preço final dos produtos transportados, onerando, em última instância, o consumidor”, afirma o presidente da CNT, Vander Costa.

Além destes entraves que oneram o transportador, o empresário identificou outros itens de grande relevância em relação a seus custos operacionais: a maioria (81,5%) atribuiu ao combustível o maior impacto no gasto das empresas, seguido da mão de obra (11,2% dos entrevistados). O preço do diesel foi citado por 82,3% dos respondentes como uma das maiores dificuldades enfrentadas pelo setor. No que diz respeito a sinistros, 47,0% dos empresários afirmaram que seus veículos se envolveram em algum acidente nos últimos 12 meses.

Os resultados da Pesquisa CNT Perfil Empresarial apresentam à sociedade a caracterização das empresas, um panorama da situação enfrentada pelo transportador e os desafios do setor. Exclusivamente aos empresários que responderam à Pesquisa, a Confederação disponibilizará um painel personalizado no qual cada empresa participante terá acesso aos seus próprios dados e poderá compará-los aos resultados consolidados e anonimizados no levantamento, permitindo, assim, verificar o seu posicionamento em relação às características identificadas. As informações restritas permitirão a identificação de melhorias nas ações das empresas e a definição de estratégias para o seu negócio.

Com informações CNT

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ dessa categoria
Rodovias 5 estrelas!

Rodovias 5 estrelas!

DNIT avança na classificação de rodovias federais pela metodologia IRAP

+ categorias