Uma alternativa!
Alta da Selic viabiliza compra de caminhões por meio do consórcio

O recente aumento da taxa Selic para 11,75%, promovido pelo Copom (Comitê de Política Monetária), do Banco Central, deixa mais caro o financiamento de caminhões no país. Por não cobrar juros, o consórcio surge como uma alternativa para quem precisa renovar ou aumentar a frota de caminhões, em meio a várias categorias de crédito que sofrem o impacto desse ajuste.

De acordo com a ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios), a modalidade vem atraindo a atenção do consumidor e a percepção das suas vantagens, se traduzindo em vendas. Depois do desempenho positivo registrado no ano passado, 2022 começou aquecido para o setor. No primeiro bimestre, as vendas de novas cotas na categoria de pesados, que inclui os caminhões, subiram mais de 89% em comparação ao mesmo período de 2021. Ainda segundo a associação, um a cada três caminhões negociados no mercado brasileiro, em janeiro, foi adquirido por meio de consórcio.

As 6,78 mil contemplações só de caminhões, anotadas em janeiro e fevereiro, ainda segundo a ABAC, corresponderam a potencial compra de 41,1% do mercado interno, que totalizou 16,48 mil unidades vendidas, segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

“Quem está pensando em adquirir um caminhão precisa levar e consideração as vantagens de um consórcio, que não é afetado diretamente pela Selic. Opções como financiamentos ou empréstimos bancários são consideradas alternativas inviáveis devido às altas taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras. No caso específico do UP Consórcios, somos o único do mercado a oferecer taxa zero até a contemplação, isenção total de juros, taxa de adesão e fundo reversa, além da recompra garantida da cota”, destaca Lorelay Lopes, head de Negócios do UP Consórcios, fintech da Embracon. “Além disso, os trâmites para financiamento de caminhão são complexos, enquanto o consórcio oferece recursos de forma mais acessível. Outra vantagem é que a carta de crédito proporciona um bom poder de barganha ao consorciado, isso porque ele poderá comprar o veículo à vista e negociar um bom desconto com o vendedor”, completa a executiva.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Para investir!

Para investir!

Em Nova Iorque, representantes de 15 países são convidados a investir nas rodovias brasileiras

Omni ligada no trecho!

Omni ligada no trecho!

Omni lança linha de empréstimo específica para retífica e manutenção de caminhões

Tudo monitorado!

Tudo monitorado!

MG tem rodovias monitoradas em tempo real: entenda como a tecnologia otimiza a logística e trânsito nas estradas

+ categorias