Rodovias 5 estrelas!
DNIT avança na classificação de rodovias federais pela metodologia IRAP

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) avança na classificação das rodovias federais pela metodologia IRAP, o Programa Internacional de Avaliação de Rodovias.  De um levantamento que abrange 54.503 quilômetros de rodovias pavimentadas, um total de 26.014 quilômetros já foi codificado (46,94%). Dessa extensão codificada, 68,43% das rodovias foram classificadas com três ou mais estrelas, que são consideradas mais seguras.

O Brasil é um dos países signatários do Plano Global – Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2021-2030, cuja meta é ter as rodovias classificadas com, no mínimo, três estrelas. A metodologia IRAP possibilita o levantamento de dados, a codificação e a classificação de trechos rodoviários federais em estrelas – de uma a cinco estrelas, conforme respectivos padrões técnicos de segurança. De acordo com essa codificação, as rodovias de cinco estrelas são as mais seguras, enquanto as vias de uma estrela são as menos seguras. Após a codificação, são propostas contramedidas para correção dos pontos sensíveis identificados e realizado um plano de investimentos para implementação das soluções propostas.

A expectativa do DNIT é finalizar a codificação e o processo de classificação em estrelas ainda em 2022. “Com isso teremos uma grande fotografia de como a rede rodoviária federal se encontra perante a metodologia proposta pelo iRap. O próximo passo é termos metas de investimentos para alcançar melhores resultados no quesito segurança viária”, explica o Diretor de Planejamento e Pesquisa do DNIT, Luiz Guilherme Rodrigues de Mello.

As classificações por estrelas também estão sendo incluídas como o indicador de desempenho de segurança rodoviária em várias concessões rodoviárias, garantindo a proteção dos usuários das rodovias nos próximos anos.

IRAP – O Programa Internacional de Avaliação de Rodovias (IRAP) é uma instituição internacional, sem fins lucrativos, dedicada a salvar vidas e reduzir lesões graves em acidentes por meio de rodovias mais seguras. Para isso, busca parceria com organizações governamentais e não governamentais voltadas à criação de infraestrutura rodoviária classificada com três ou mais estrelas, ou seja, rodovias que, de acordo com esses critérios, são mais seguras, salvam vidas. O programa inclui parceiros em mais de 100 países.

Com informações Dnit

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ dessa categoria
+ categorias