Aproximou, pagou!
Arteris inicia cobrança de pedágio por aproximação em suas rodovias

A Arteris já está oferecendo a seus usuários a possibilidade de pagar uma tarifa de pedágio por aproximação nas cabines manuais. A nova modalidade está disponível de 50 unidades de cobrança das concessionárias de serviços em São Paulo e Fernão Dias (São Paulo e Minas Gerais), Régis Bittencourt e Paraná Fluminense (Rio Janeiro), Planalto Sul (Paraná e Santa) Catarina). Serão permitidos pagamentos com a utilização de cartões de débito, smartphones e relógios que tenham a tecnologia NFC.

Com o novo, a Arteris oferece mais sistema de conforto para seus usuários e reforça a excelência na prestação de serviços. O modelo de pagamento permite agilidade e segurança nas transações, reforçando sua expertise na gestão de rodovias.

“Estudamos constantemente soluções que tragam conforto para os usuários, sempre aliando a tecnologia à nossa experiência na gestão de rodovias. Segundo nossos estudos o pagamento por aproximação foi o melhor encontrado para oferecer uma modalidade adicional aos motoristas, sem prejudicar a fluidez do tráfego e a alternativa na praça de reconhecimento”, destaca André Bianchi, Diretor de Operações da Arteris.

A tecnologia NFC é uma sigla para o termo em inglês Near Field Communication, ou em português, comunicação por campo de proximidade. Disponível em cartões e modelos de smartphones, permite que diversos e troca de informações sejam feitos sem uma conexão com fio, basta que os próximos.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Seguindo em frente!

Seguindo em frente!

DNIT segue trabalhando para entregar obras de adequação da BR-230/PB, em Campina Grande

Mais acessível!

Mais acessível!

Região serrana do Rio atrai turismo de inverno com passagens de ônibus acessíveis

Olho no meio ambiente!

Olho no meio ambiente!

Uso de asfalto reciclado pela Arteris pode reduzir em até 50% as emissões de CO2 em comparação ao material convencional

+ categorias