Vibra de olho na descarbonização!
Vibra realiza 1ª operação de entrega de combustível com um caminhão tanque movido a GNV

A Vibra e a Transportadora Moscato realizaram a primeira operação de entrega de combustível com um caminhão tanque movido a GNV. O produto foi fornecido para um posto da rede Petrobras, em Salvador.

A conversão do veículo para GNV foi conduzida pela Transportadora Moscato com o apoio da Vibra. Com o funcionamento híbrido de diesel e GNV, o caminhão emite, aproximadamente, 20% menos CO2 (dióxido de carbono) e 35% menos NOx (óxidos de nitrogênio) em comparação ao modelo movido exclusivamente a diesel.

Essa iniciativa está alinhada à estratégia ESG da Vibra e ao objetivo de reduzir a emissão de gases de efeito estufa no transporte de produtos da empresa, colaborando para a descarbonização das atividades da empresa e de seus clientes e fornecedores.

“Mais uma vez, a Vibra garante a segurança e a qualidade dos serviços e produtos oferecidos em todo o território nacional, aliado a uma estratégia de menor emissão de carbono. A companhia cada vez mais investe em inovação para continuar evoluindo o seu portfólio de produtos, buscando sempre oferecer melhores benefícios para os consumidores e isso envolve também realizar nossas operações de forma mais eficiente e sustentável”, afirma Marcelo Bragança, vice-presidente executivo de Operações, Logística e Sourcing da Vibra.

Para levar combustíveis e derivados a todos os cantos do país, cerca de oito mil caminhões rodam nas estradas brasileiras a serviço da Vibra, gerando empregos diretos para mais de dez mil motoristas. Eles são monitorados, diariamente, por modernas tecnologias, as quais, por sua vez, são gerenciadas de forma online através da Torre de Controle que garante segurança, eficiência e redução de custos.

O uso da Torre de Controle, uma central de integração e inteligência, ao longo de 2021, aumentou a eficiência da cadeia logística, melhorou processos, execução, métricas e correção de desvios em tempo real, gerando uma economia de mais de R$ 95 milhões em custos logísticos. Somadas as viagens realizadas em um único dia, seria possível cobrir uma distância equivalente a 27voltas na terra.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ dessa categoria
Rock na estrada!

Rock na estrada!

Rock in Rio aquece as reservas de viagens de ônibus pela Buser

+ categorias