TE Connectivity quer expandir!
Unidade de veículos comerciais da TE Connectivity completa 10 anos com previsão de forte expansão no Brasil

Para atender às demandas por mais componentes eletrônicos da indústria de veículos comerciais e motocicletas, a empresa de terminais, conectores e sensores TE Connectivity criou a unidade de negócio Industrial & Commercial Transportation (ICT). A unidade comemora dez anos em 2022 com previsão de investimentos em novas tecnologias e grande expansão dos negócios no País.

A criação de ICT veio após a aquisição, em 2012, da Deutsch, especialista em conectores de alto desempenho. Desde então, houve entendimento de que as necessidades da indústria de veículos comerciais – caminhões leves e pesados, ônibus, veículos agrícolas, veículos recreacionais e motos – são diferentes das necessidades da indústria automotiva em muitos aspectos.

“Os clientes de veículos comerciais da TE eram atendidos como automotivo e vimos que algo precisava mudar, uma vez que esse mercado demanda soluções mais específicas, muitas vezes, para atender necessidades regionalizadas”, diz Monica Biazon, diretora de vendas e marketing automotivo da TE América do Sul. Ao longo dos anos, essa unidade de negócios tornou-se responsável pela fabricação de terminais e conectores, cabos com Data Connectivity e de caixas de relé e fusível. Também segue na vanguarda da montagem de sistemas alta voltagem e de sensores e cabos especiais para as novas necessidades desta indústria.

Para Monica, um dos mercados mais importantes para ICT é o Brasil. “O nosso País é protagonista no segmento agrícola e, por isso, tem um papel estratégico muito relevante no cenário global”, explica.

Monica ainda lembra que, no País, as tecnologias no setor agrícola avançam a passos largos e que o volume de veículos pesados acompanha a evolução dessas tecnologias na América do Sul. Um exemplo disso é o processo de eletrificação de veículos comerciais. Especialmente no Brasil, o mercado caminhões e ônibus têm sido protagonista no processo de eletrificação, uma vez que já possui veículos 100% elétricos e produzidos no País rodando nos maiores centros comerciais. “O papel da TE agora é buscar soluções regionais que permitam o avanço na eletrificação de ônibus e caminhões”, diz.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Seguindo em frente!

Seguindo em frente!

DNIT segue trabalhando para entregar obras de adequação da BR-230/PB, em Campina Grande

Mais acessível!

Mais acessível!

Região serrana do Rio atrai turismo de inverno com passagens de ônibus acessíveis

Olho no meio ambiente!

Olho no meio ambiente!

Uso de asfalto reciclado pela Arteris pode reduzir em até 50% as emissões de CO2 em comparação ao material convencional

+ categorias