Ghelere Transportes crescendo!
Estado do Paraná registra alta de 27% na produção de bebidas

As transportadoras de bebidas precisaram inovar e se reinventar no segmento de entregas durante o período de instabilidade econômica provocada pela pandemia de covid-19. No entanto, depois de alguns anos diante de um cenário de incertezas, o setor apresentou boa recuperação pelo Brasil devido à reabertura gradual e ao fim das restrições impostas pelo governo.

De acordo com os dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), o gasto energético no setor de bebidas aumentou 7,7% no primeiro semestre de 2022 em comparação ao mesmo período do ano passado. O estado do Paraná alcançou o melhor crescimento para a área entre os estados do Brasil, com 27% de produção em relação a 2021.

Segundo Eduardo Ghelere, diretor-executivo da Ghelere Transportes, o setor de bebidas presencia um crescimento após a desaceleração do período pandêmico, apresentando um saldo positivo nas demandas de entregas. Além disso, a transportadora reconhece que a participação dela no mercado de share, ou seja, a relevância da empresa diante dos concorrentes, está gerando resultados otimistas.

“O setor de bebidas é extremamente competitivo, então existe uma disputa muito grande pelo share do mercado, indicador em que a pontualidade é muito valorizada. Estamos vendo esse crescimento como positivo nas entregas, pois fica mais fácil e barato crescer no setor que já conhecemos, nos mesmos clientes e em operações similares. Atualmente atendemos empresas de todos os portes, desde multinacionais a pequenas e locais, e temos muito orgulho de ser referência neste mercado”, afirma Eduardo.

O transporte de bebidas é a principal atividade da empresa, e a preparação na condução dos caminhões ocorre por meio de motoristas treinados frequentemente e comprometidos em garantir o cumprimento dos prazos estipulados. Na integração também é ensinado sobre o uso das carretas siders, utilizadas preferencialmente em transportes de materiais com grande volume.

“Temos uma integração muito bem-preparada, que inclui como funciona o processo desde a abertura de uma carreta sider, ideal para o transporte de cargas em que a característica principal é volume, das cantoneiras e de itens que são utilizados no dia a dia para realizar a operação. Os motoristas têm que ter mais cuidado na condução porque a carga pode entortar em caso de uma freada brusca, até mesmo ao entrar em um posto ou devido a buracos na pista”.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Revitalizada!

Revitalizada!

DNIT executa revitalização na BR-158/GO, em Jataí

Passagem liberada!

Passagem liberada!

DNIT libera parte inferior de viaduto em Eldorado do Sul na BR-290/RS

Revisando o frete!

Revisando o frete!

ANTT anuncia Tomada de Subsídios para rever regras de Piso Mínimo de Frete

+ categorias