Cuidado com o ponto cego!
Campanha Ponto Cego da Loga alerta sobre os riscos de acidentes no trânsito na capital paulista

A Loga (Logística Ambiental de São Paulo) está com uma ação muito importante e responsável para reduzir o número de acidentes com seus veículos no Agrupamento Noroeste da capital paulista. Segundo Luciano de Oliveira, coordenador de Segurança e Saúde do Trabalho da companhia, 71% das ocorrências devem-se exatamente aos pontos cegos para o motorista. São 32% na dianteira lateral direita, 21% na lateral direita, 12% na traseira lateral direita e 6% na dianteira.

Para avisar os munícipes sobre essa questão, a empresa criou a Campanha Ponto Cego. Foi desenvolvido um adesivo de alerta e instalado nos pontos estratégicos das carrocerias de toda a frota. Os selos nessas áreas indicam motoristas de outros veículos, motociclistas, ciclistas e pedestres para que evitem posicionar-se nesses campos de baixa visibilidade, diminuindo a ocorrência de colisões e atropelamentos.

A campanha, estima a empresa, tem potencial para reduzir em até 40% os acidentes. “Isso é muito importante, pois morrem duas pessoas por dia, em média, no trânsito da cidade de São Paulo. Nos cinco primeiros meses de 2022, foram 329 óbitos, segundo o Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito (Infosiga SP)”, salienta Oliveira, ponderando que todos devem contribuir para que as ruas paulistanas sejam mais seguras para pedestres e veículos. “É uma causa de toda a sociedade”, afirma.

Segundo a Loga, depois da campanha, comparado com o número de acidentes que ocorriam, houve uma redução de 23% até o momento. Esses acidentes, em sua grande maioria, são de abalroamento, que consiste na colisão entre veículo e objeto, e de pequena monta, quando o veículo sofre danos externos. A meta é eliminar os acidentes, segundo a companhia. “Na ocorrência de um acidente de trânsito, identificamos que boa parte se dá devido a uma somatória de eventos, inclusive a falta de atenção de condutores e pedestres, que assumem riscos agindo com imprudência, negligência ou imperícia e até mesmo desconhecimento dessas áreas de baixa visibilidade pelo motorista”, explica Luciano.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
ALMAX é 10!

ALMAX é 10!

Linha de lubrificantes ALMAX da VWCO completa 10 anos de mercado

Locação é o negócio!

Locação é o negócio!

Cabral & Sousa vê resultados e contrata mais 20 Transit por assinatura do Ford Go Frotas

Entregas finalizadas!

Entregas finalizadas!

Marcopolo finaliza a entrega de 174 ônibus para a Grupo Viação Garcia/Brasil Sul

+ categorias