Super: o suprassumo da Scania!
Scania apresenta nova linha Euro 6 para 2023 e Super é o suprassumo da montadora

A Scania acaba de lançar sua linha de motores Euro 6 para atender ao Conama P8 e de quebra, traz para o Brasil (e é nele que vamos focar agora) o suprassumo quando se fala em caminhão moderno, eficiente, tecnológico e econômico. O Scania Super agora será fabricado no Brasil e começa a ganhar as estradas a partir do ano que vem.

O veículo tem tudo novo. A começar pelo powertrain e claro, novos motores de 13 litros. São quatro potências (420, 460, 500, 560cv), que desenvolvem respectivamente torques de 2.300Nm, 2.500Nm, 2.650Nm e 2.800Nm. O ganho prático dos três primeiros modelos foi de 150Nm em relação à geração atual e de 100Nm na versão de 560cv, que agora ostenta o maior torque na gama de motores de 13 litros do segmento.

Mas agora o que interessa ao bolso. De acordo com a marca, eles estão 8% mais econômicos. Graças a uma lista de novidades bem interessantes como o aumento da pressão de pico no cilindro para 250bar, duplo comando de válvulas no cabeçote, fricção reduzida dos componentes internos e melhorias da lubrificação.

Gama Super economiza até 8% de diesel e tem potência de frenagem de 1.130 cavalos

Tudo isso foi possível incorporar e colocar de série o freio de cabeçote CRB (do inglês Compression Release Brake), que garante melhor desempenho de frenagem auxiliar do propulsor (capacidade de 350Kw) e não necessita de manutenção. O freio hidráulico auxiliar Scania Retarder permanece opcional e juntos podem chegar a 850Kw de potência de frenagem ou 1.130 cavalos. Potência até de sobra certo?

“Além disso, o motor Super oferece desempenho superior em relação aos atuais da marca, principalmente, devido ao comando duplo no cabeçote e ao Scania Twin SCR, um sistema de injeção dupla de AdBlue (Arla 32), que ajuda a aumentar a eficiência do processo de pós-tratamento”, diz Ivanovik Marx, engenheiro de Oferta de Soluções da Scania no Brasil.

Volume morto

Uma novidade bem legal é o FOU (Fuel Optimization Unit), e funciona como um tanque de captura capaz de garantir a utilização máxima do combustível, diminuindo o chamado volume morto. “Passamos de 87% para 97% de diesel utilizável em nossos tanques, o que significa um ganho de carga útil transportada ou o alcance estendido a depender do que for priorizado em sua aplicação”, pontua Marx.

Na prática

Tivemos um breve contato com o Scania Super e a montadora não está “dourando a pílula” não. O conforto e ergonomia são característicos dos modelos e claro, itens obrigatórios para uma boa jornada de trabalho. Agora, o que impressionou foi sim a atuação do propulsor. Em aclives é pisar no acelerador que o bruto responde na hora. Isso graças a entrega dos 2.800 N.m numa faixa de 900 rpm a 1300 rpm. Em velocidades de cruzeiro, o rpm está em 900 rpm. Ou seja, economia de combustível certo?

E se for para descer uma serra ou mesmo um declive, só puxar a alavanca do retarder conjugado com o CRB. Os impressionantes 1.130 cavalos de potência combinados deixam qualquer motorista seguro. “Nossa visão holística do setor está sendo elevada a um novo patamar e ficará ainda mais completa com futuras outras novidades”, coloca Silvio Munhoz, diretor-geral das Operações Comerciais da Scania no Brasil.

Daqui a pouco subimos o vídeo com nosso pequeno teste e trazendo mais informações. Não saiam da Rede!

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Prosper em ação!

Prosper em ação!

E a Marcopolo Rail com o Prosper inicia operação no trem do pampa

Asfalto bom e grama boa!

Asfalto bom e grama boa!

Como uma grama bem cuidada pode evitar acidentes e garantir a segurança em rodovias

Vento em popa!

Vento em popa!

MXP Transportes cresce 98% em receita líquida no 1º semestre de 2024

+ categorias