A importância da inclusão!
BRT Sorocaba reforça a importância do transporte coletivo inclusivo nas cidades

Promover o ir e vir de uma população com qualidade e conforto é o que a BRT Sorocaba realiza e entende como prática para uma acessibilidade urbana. Com uma infraestrutura inclusiva, a empresa implantou soluções que ampliaram o acesso de pessoas com deficiência (PCD) ou mobilidade reduzida ao transporte coletivo. Desde os ônibus ao mobiliário urbano e vias, tudo foi pensado para acolher esses passageiros e possibilitar que explorem os espaços da cidade.  

Em conformidade com as normas técnicas e as leis vigentes no país, a operação foi projetada para auxiliar este público a realizar os deslocamentos com mais autonomia e segurança, dando suporte de ponta a ponta. Pegar um ônibus se tornou mais fácil e seguro para esses passageiros. Isso porque, agora eles possuem um perímetro urbano que os conduz até terminais, estações, pontos de parada e, por fim, o embarque.  

A sinalização de piso (piso podotátil) que faz a indicação de direção e de alerta está presente num raio de 50 metros do entorno dos terminais, estações e pontos de parada, orientando sobre o trajeto para pessoas com limitação visual. Este mesmo recurso está disponível dentro das estações e terminais. As calçadas próximas ao BRT possuem guias rebaixadas e faixa de pedestres para facilitar a chegada do passageiro ao sistema. Há também rampas e corrimão nas entradas das estações e terminais que auxiliam a locomoção de cadeirantes, idosos e até carrinhos de bebê.  

O passageiro tem ainda o embarque em nível que facilita a entrada no ônibus de forma segura e sem medo. Para cadeirantes há a plataforma elevatória e espaço reservado. Vale lembrar que a acessibilidade beneficia também indivíduos que não têm deficiência, porém estão com mobilidade reduzida temporária.  

Manoel Ferreira, diretor de operações, ressalta que a estrutura do sistema favorece para que mais pessoas com algum tipo de limitação busque pelo BRT em virtude das suas características. “É importante que essas pessoas se sintam acolhidas. Observamos que o fluxo de passageiros PCD aumentou e acreditamos que esse comportamento foi devido às condições de segurança, conforto e assistência que oferecemos. A igualdade de oportunidades no quesito mobilidade é um direito e reforçamos essa mensagem para que possamos ter mais inclusão social em nossa sociedade”, frisa Ferreira.

No interior dos ônibus estão os assentos preferenciais para idosos, gestantes, obesos e deficientes visuais junto com o cão guia. Além disso, há aviso sonoro que permite indicar informações importantes para os usuários.

Seja por uma limitação visual ou motora, o passageiro é amparado e conta com uma estrutura que o auxilia durante as viagens. Enquanto se desloca, todo trajeto está sendo assistido e, em caso de necessidade, a concessionária está pronta para ajudar de imediato.  

Como forma de promover ainda mais as questões sobre acessibilidade e inclusão social, Ferreira destaca que a empresa apoia o programa de cães-guia do Instituto Magnus. Os cachorros utilizam os veículos para aprender a andar no transporte coletivo durante a fase de socialização, e assim, estarem em condições para dar suporte aos seus futuros tutores com deficiência visual. Apesar de ser um animal, o cão-guia está protegido pela Lei do Cão-guia n° 11.126/decreto 5904 e possui livre circulação no transporte público.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Caminhão do Consórcio!

Caminhão do Consórcio!

Scania Consórcio lança ação ‘Caminhão do Consórcio’ com pacote extra de acessórios e benefícios

Pãozinho quente elétrico!

Pãozinho quente elétrico!

Iveco aposta agora na chegada da eDaily para entrar definitivamente na eletromobilidade no Brasil

Na coleta sem barulho!

Na coleta sem barulho!

FM Elétrico da Volvo inicia operação de coleta de lixo na cidade de Curitiba (PR)

+ categorias