Treino bem sério!
CCR RodoAnel e Corpo de Bombeiros realizam simulado de acidente com produto perigoso e evacuação de comunidade "cenográfica" em São Paulo

A CCR RodoAnel realizou uma simulação de acidente envolvendo o vazamento de produto perigoso transportando amônia, um ônibus com passageiros e a evacuação de uma comunidade cenográfica na semana passada. O evento ocorreu no km 0+360, região de Perus (SP) do Rodoanel Oeste. O treinamento teve o apoio da Agência de Transportes do Estado de São Paulo – ARTESP.

No cenário  contemplado para o simulado, cinco casas contruídas cenograficamernte foram evacuadas mediante o risco de contaminação pelo produto químico tóxico e corrosivo vazado de um caminhão que trafegava às margens da rodovia. Um outro destaque foi a presença de um ônibus com passageiros que tomba sobre um veículo de passeio no plano de resgate das equipes. Um total de 18 vítmas fizeram parte de todo treinamento.

Cerca de 70 profissionais participaram da simulação incluindo equipes da CCR RodoAnel, Policia Militar Rodoviária, Corpo de Bombeiros, CETESB,CAVPM – Comando de Avião da polícia Militar; Suatrans; Defesa Civil de São Paulo e PAM de Barueri, além da transportadora de produtos químicos Transkompa, dentre outras instituições. Mais  de 20 veículos operacioanis entre guinchos pesados e leves, viaturas de resgate e veículos especializados na contenção e descontaminação de produtos químicos participaram do evento.

O Corpo de Bombeiros da Polícia Militar gerenciou todo o simulado de um postgo móvel de comando que atua com o Sistema de Comando em Operações de Emergência (SICOE). Essa base tem o objetivo de otimizar as tomadas de decisões em ocorrências de maior porte, como acidentes com produtos químicos ou múltiplas vítimas.

O Gerente de Atendimento Pré-hospitalar da CCR Rodovias, Juliano Souza, destaca a complexidade do simulado em virtude do envolvimento de comunidades e a contaminação por produto perigoso com múltiplas vítimas. “Foi um grande desafio para integração entre todos os serviços e profissionais. Nosso objetivo foi o de aprimorar cada processo de resgate, com foco na qualidade e agilidade do atendimento, além de aproximar ainda mais todos os órgãos envolvidos”, enfatiza.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Mais desafios!

Mais desafios!

Setor de transportes se destaca no PIB em 2023, mas enfrenta desafios para o ano seguinte

Projetos aprovados!

Projetos aprovados!

Tribunal de Contas da União aprova projetos de concessão das rodovias BR-381/MG e BR-040/MG/GO

+ categorias