Treino é treino!
Arteris Fluminense reúne especialistas em simulado de atendimento a ocorrências com produto perigoso

Doze instituições com médicos diferentes se reuniram nesta quinta-feira (09) para um simulado de atendimento a ocorrência com produto perigoso, organizado pela Arteris Fluminense, Concessionária que administra a BR-101/RJ entre Niterói e Campos dos Goytacazes. O evento foi realizado na base de Fuzileiros Navais, nas Ilhas da Flores, em São Gonçalo/RJ, com intuito de integrar e capacitar as equipes de diferentes áreas de atuação, para que em situações desta natureza os atendimentos sejam atendidos sempre da melhor forma, priorizando a segurança dos usuários, agilidade na fluidez do tráfego. Além de garantir a integridade física de toda equipe envolvida no atendimento.

A simulação testa tempos de resposta e capacidade do atendimento, com um cenário mais próximo da realidade possível, para verificar todo fluxo de atendimento. “É muito importante treinar e manter as equipes de atendimento em condições de atendimento e suporte a qualquer ocorrência ou sinistro. A integração das equipes envolvidas busca preparar para situações de emergência que podem ocorrer diariamente nas rodovias concedidas”, pontua Simone Cardozo, gerente de operações da operadora.

O cenário envolveu uma colisão entre três veículos – um caminhão tanque transportando 20 mil litros de cloro, uma carreta de diesel transportando 30 mil litros de combustível e um veículo de passeio. Na dinâmica, após a colisão, houve um transtorno no caminhão tanque, com vazamento de cerca de 20 mil litros de óleo diesel na canaleta de água pluvial em direção a Bahia de guanabara, além do atendimento a quatro vítimas, sendo três sepulturas presas nas ferragens.

O contorno simulado com a participação das equipes de atendimento da Arteris Fluminense, viaturas do CFN com militares do NBQR / CIAPOL / UMEM, INEA, Felka, Corpo de Bombeiros (COBOM), BR Vida e do grupo de soluções ambientais Ambipar, que forão acionados via rádio pela equipe do centro de controle operacional da motorista.

“A simulação de acidentes reforça o compromisso de salvar vidas de diversos órgãos envolvidos com a segurança viária. O trabalho de integração entre as equipes e os recursos empenhados, todos nós precisamos estar alinhados para oferecer um atendimento humanizado na rodovia”, conclui Alisson Freire, diretor de operações da Arteris Fluminense.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Para investir!

Para investir!

Em Nova Iorque, representantes de 15 países são convidados a investir nas rodovias brasileiras

Omni ligada no trecho!

Omni ligada no trecho!

Omni lança linha de empréstimo específica para retífica e manutenção de caminhões

Tudo monitorado!

Tudo monitorado!

MG tem rodovias monitoradas em tempo real: entenda como a tecnologia otimiza a logística e trânsito nas estradas

+ categorias