Olha a evasão!
Arteris ViaPaulista registra quase 20 mil veículos em prática ilegal de evasão de pedágio

O flagrante nas praças de pedágio, principalmente durante períodos de grande movimentação, como férias, feriados e festas de fim de ano, não é tão incomum: veículos que passam pelas pistas automáticas se aproveitam do que vai à frente para “colar” na sua traseira e passar junto com ele enquanto a cancela ainda está levantada. Essa é uma das práticas caracterizadas como evasão de pedágio, infração de trânsito que rende multa e ainda pode causar acidentes. A Arteris ViaPaulista, responsável pela SP-330, SP-234, SP-255, entre outras, no interior de São Paulo, registrou, entre janeiro e outubro de 2021, 26.335 evasões. Entre os mesmos meses de 2022, foram 29.193 registros.

Neste ano, o levantamento da concessionária também mostrou que 14.296 dos evasores dirigem veículos leves, enquanto 5.165 são motoristas de veículos pesados, como caminhões e carretas. A prática de tentar burlar o sistema de fiscalização de cobrança da tarifa, no entanto, ocorre em vão. A empresa, em parceria com o Departamento de Estrada de Rodagem (DER), que é o órgão responsável por aplicar as multas de trânsito nas rodovias, investiu em equipamentos de alta tecnologia, com câmeras frontais, dianteiras e panorâmicas, para captar com precisão a passagem e a placa desses veículos. Tecnicamente chamado de “sistema automático não metrológico de evasão”, esse monitoramento independe da ação humana para sua operação.

“Essa fiscalização nas rodovias é feita para coibir a prática de evasão que coloca em risco a vida de usuários, dos nossos colaboradores e do próprio motorista infrator, que precisa saber que o seu mal exemplo é feito em vão, já que temos toda tecnologia necessária para identificá-lo”, explica Ana Caetano, gerente de Operações da Arteris ViaPaulista.

Entre os motivos que podem caracterizar a evasão de pedágio encontram-se a falta dos meios de pagamentos autorizados pela agência reguladora, como a tag bloqueada ou com saldo insuficiente, placas sujas, danificadas ou dobradas e passagens de veículos muitos próximos, o que, inclusive, pode ocasionar colisões traseiras e engavetamentos, o que coloca em risco as pessoas que trabalham no local. Ainda é importante lembrar que a evasão é considerada uma infração de trânsito pelo Código de Trânsito Brasileiro, o que gera uma multa no valor de R$ 195,23 reais e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação. Para isso a concessionária, além da fiscalização automática, conta com o trabalho de monitoramento 24 horas do seu Centro de Controle de Operações para verificar essas ocorrências. E, sempre que necessário, equipes do policiamento rodoviário são acionadas para verificar as ocorrências na pista.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Mais faixas!

Mais faixas!

Obras de duplicação da Rodovia dos Imigrantes (BR-070) começaram na semana passada

Transporte verde!

Transporte verde!

CNT lança publicação sobre o diesel verde, alternativa de baixo carbono para o transporte rodoviário

Alaska é mil!

Alaska é mil!

HC Hornburg entrega milésimo Alaska para Trilix Distribuidora

+ categorias