Para não faltar asfalto!
Grupo de trabalho vai discutir soluções para aumento da demanda por asfalto

Visando as obras necessárias para garantir o escoamento da safra de grãos no início deste ano, o ministro dos Transportes, Renan Filho, e o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, reuniram-se para tratar do mercado de asfalto no Brasil. Insumo fundamental para dar andamento à construção, manutenção e revitalização de rodovias, o derivado de petróleo será objeto de um grupo de trabalho, que vai monitorar o mercado para suprir a demanda que deverá surgir com a intensificação das obras de infraestrutura em curso no país. Somente Até abril, serão investidos R$ 1,7 bilhão em estradas federais das cinco regiões do país, dentro do Plano de 100 Dias de governo.

O grupo será composto por técnicos do Ministério dos Transportes, da companhia estatal e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), responsável pela execução dos empreendimentos. “Vamos criar um grupo de trabalho para atuarmos em parceria no sentido de suprir o mercado, com a intensificação das obras de infraestrutura que faremos em todo o país”, destacou o ministro Renan Filho.

Segundo a Petrobras, a empresa tem conseguido ampliar a produção do derivado nos últimos meses, inclusive superando períodos anteriores, o que deve garantir insumo no mercado. “Temos atendido aos pedidos dos nossos clientes de asfalto e estamos preparados para contribuir com os insumos necessários às obras de infraestrutura que o país tanto precisa”, afirmou o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates.

Escoamento

Um dos eixos do Plano de 100 Dias prevê 39 ações prioritárias para facilitar o escoamento da safra agrícola de 2022/2023. Em 8 de fevereiro o pacote de empreendimentos foi entregue a integrantes da cadeia logística brasileira, um dia após o Ministério dos Transportes apresentá-lo aos ministérios de Portos e Aeroportos, da Agricultura e Pecuária, da Defesa e da Justiça e Segurança Pública.

Até abril, são prioridade intervenções nas estradas do Arco Norte – em especial as que dão acesso aos portos de Santarém (PA), Vila do Conde (PA) e Itaqui (MA) – e do Corredor Sul-Sudeste – que seguem até os de Santos (SP) e Vitória (ES).

Com informações Minfra

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Olha a multa aí!

Olha a multa aí!

Senatran reforça que motoristas com exame toxicológico atrasado receberão multa de balcão

Saindo mais uma!

Saindo mais uma!

Nova Fiat Strada alcança marco de meio milhão de unidades produzidas no Polo Automotivo de Betim

+ categorias