É só elas na CCR!
Mulheres são exemplo de determinação no atendimento nas rodovias

Para algumas pessoas, a delicadeza da mulher não combina com a robustez de um caminhão ou com o asfalto das rodovias. Mas Ana Paula Pestana de Souza prova que o público feminino está ganhando cada vez mais espaço, especialmente em trabalhos em que prevalecia a atuação de homens. Ela trabalha há nove anos na CCR AutoBAn e já conduziu guincho, caminhão de apreensão de animais, irrigadeira e agora atua com inspeção de tráfego no Sistema Anhanguera-Bandeirantes.

Ela iniciou sua atuação na empresa em um posto de pesagem de caminhões, mas logo demonstrou interesse por outras áreas, especialmente em operações rodoviárias. “Mudei minha carteira de habilitação para a categoria D e consegui uma oportunidade para conduzir o caminhão de apreensão de animais. Mas não parei por aí. Também atuei com o veículo que realiza o combate a princípio de incêndio nas rodovias e depois passei para o guincho leve”, conta com entusiasmo.  “Realizar as atividades dessa profissão sempre foi tranquilo para mim. O maior desafio foi vencer o preconceito”, argumenta.

Ana Paula ainda deu outros passos para seu aperfeiçoamento e fez um curso de mecânica, o que qualificou a profissional a atuar com a inspeção de tráfego há cinco anos. Nesta função, ela faz pequenos reparos nos veículos e troca pneus, por exemplo. Para as mulheres indecisas sobre seu futuro e sobra as barreiras da profissão, ela deixa a seguinte mensagem: “Toda mulher deve lutar para realizar seus sonhos. O medo sempre teremos, principalmente do desconhecido, mas acima de tudo devemos buscar os meios para que esse sonho se torne realidade. E se vier o medo? Vai com medo mesmo”.

PERSISTÊNCIA

Na carreira de Neucelia Cevalhos o medo também não teve vez. Ela iniciou sua atuação na CCR AutoBAn em 1999 nas cabines de pedágio. “Trabalhar com o público sempre foi muita paixão”, enfatiza. De olho no trabalho que era realizado pelo Centro de Controle Operacional da concessionária, Neucelia foi destemida e conquistou, com sua insistência, uma oportunidade para trabalhar no serviço de atendimento do 0800 da empresa, que estava sendo estruturado na época.

 “Mas meu sonho sempre foi trabalhar no Centro de Controle, um espaço que era ocupado totalmente por homens”, lembra. Com persistência e demonstrando a cada dia muito comprometimento com seu trabalho, ela assumiu uma vaga de auxiliar no CCO. Na sequência, foi a primeira mulher a assumir o rádio da CCR AutoBAn, abrindo as portas para que outras profissionais também pudessem realizar essa atividade. Em 22 anos de atuação, Neucelia se transformou em uma grande especialista nesta área, que é considerada o cérebro das operações nas rodovias, pois concentra todo o fluxo de informações do que acontece na malha viária e é responsável pelo acionamento dos recursos necessários aos atendimentos aos motoristas.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Balanço divulgado!

Balanço divulgado!

ANTT divulga balanço com as ações dos 30 primeiros dias de Concessão no Lote 1 das Rodovias Integradas do Paraná

Por mais segurança!

Por mais segurança!

Entidades patronais do setor de transporte de cargas traçam estratégias colaborativas para reforçar segurança nas estradas

Expandindo a frota!

Expandindo a frota!

Tecmar investe R$ 66,2 milhões em expansão de frota e novas unidades de negócio

+ categorias