Obras destravadas!
Em 100 dias, Governo Federal reforça orçamento e destrava investimentos em rodovias federais

Ao recompor o orçamento público a patamares de 2016 com a Emenda Constitucional 126/2022, a EC do Bolsa Família, o Governo Federal, por meio do Ministério dos Transportes, conseguiu destravar investimentos e recuperar 2.158 quilômetros de rodovias federais que cortam o Brasil. Este é o principal resultado dos primeiros 100 dias de gestão no setor a partir do empenho de cerca de R$ 3,3 bilhões de janeiro até semana passada.

Os números impressionam ainda mais quando comparados ao desempenho da gestão anterior no mesmo período. Em 2022, foram executados R$ 1,25 bilhão e entregues somente 494 quilômetros entre duplicações, adequações, pavimentações e revitalizações. Até o fim do ano, as rodovias e ferrovias brasileiras receberão cerca de R$ 23 bilhões em obras de infraestrutura – R$ 3 bilhões a mais que os últimos quatro anos somados.

Obras

Com o orçamento recomposto, o Ministério dos Transportes conseguiu destravar 495 contratos que estavam parados na gestão anterior por falta de dinheiro. Deste total, aproximadamente 100 eram de obras paralisadas ou em ritmo lento. Um exemplo é a restauração da ponte internacional Getúlio Vargas-Agustín Pedro Justo, entre as cidades de Uruguaiana (RS) e Paso de Los Libres (ARG), na BR-290/RS.

Entregue à população da região em 31 de março, o empreendimento era uma prioridade para o Governo Federal. Com uma infraestrutura eficiente, o transporte de mercadorias e produtos será facilitado, possibilitando o aumento no comércio bilateral entre Brasil e Argentina. No ano passado, a alfândega de Uruguaiana se tornou o maior porto seco do Brasil. Via ponte, as exportações brasileiras destinadas a Argentina e Chile totalizaram U$ 5,6 bilhões de dólares.

Outro empreendimento retomado pelo governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva foi a duplicação do lado norte da BR-101/SE, obra parada desde 2019. Em abril, o Ministério dos Transportes, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), entregou sete quilômetros de pistas duplicadas. No total, serão 25,5 quilômetros com capacidade ampliada, no segmento entre o km 51,8 ao km 77,3, e R$ 180 milhões em investimento público.

Com informações minfra

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Novas tarifas!

Novas tarifas!

Tarifas de linhas semiurbanas de diversas regiões do país são atualizadas

Quase real!

Quase real!

Honeywell melhora sua experiência de treinamento industrial com tecnologia de realidade aumentada

+ categorias