Com uma “roda” nos elétricos!
Scania coloca ônibus elétrico na UNESP. Projeto terá duração de 12 meses para testes de viabilidade comercial

A Scania parece não parar quieta quando o tema é sustentabilidade. Além dos caminhões e ônibus a GNV/Biometano, a montadora agora coloca o pé nos elétricos aqui no Brasil. E para isso, em conjunto com pesquisadores da Faculdade de Engenharia da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Ilha Solteira (SP), está realizando testes em um veículo 100% elétrico sob condições de alta temperatura, além de desenvolver ferramentas de análises e modelagens computacionais.

“Para que uma tecnologia se consolide por completo é necessário que equipes profissionais multidisciplinares adquiram conhecimento e experiência em torno dela. Nós investimos constantemente no desenvolvimento de competências dentro da Scania, mas entendemos a necessidade de irmos além da nossa fábrica e decidimos levar nosso ônibus BEV até os acadêmicos, pesquisadores e estudantes de engenharia”, conta Marco Garcia, consultor de Pesquisa e Desenvolvimento da Scania Latin America.

O veículo em questão chegou ao Brasil no fim de 2021 para operar na fábrica da Scania em São Bernardo do Campo (SP), exclusivamente para o transporte interno de colaboradores, com o objetivo de aprimorar e desenvolver conhecimento local e competências em torno da eletrificação no transporte comercial, desempenhando uma função de ônibus-escola para ajustes e adaptações às condições brasileiras. Há seis meses, o modelo elétrico desenvolve uma etapa de testes no país, na Faculdade de Engenharia da UNESP, em Ilha Solteira (SP), um dos 34 campi da instituição.

O projeto terá duração de 12 meses e o ônibus ficará sob a coordenação de pesquisadores da graduação e pós-graduação da Faculdade de Engenharia. O intercâmbio entre professores e alunos da UNESP com a Scania permitirá a realização de ensaios em laboratórios computacionais e aplicações práticas com o veículo, gerando conhecimentos dentro da parceria e para a modelagem computacional da dinâmica do escoamento de fluídos em sistemas e também para a análise estatística para o tratamento de dados de teste.

Os dados coletados e os resultados do projeto serão disponibilizados em tempo real para todas as equipes de engenharia da Scania, otimizando o desenvolvimento da tecnologia BEV tanto na Suécia quanto no Brasil, os dois braços de engenharia da multinacional no mundo. “Queremos levar um pouco de conhecimento técnico e de negócios reais para a universidade, uma maneira de contribuir e oxigenar a visão acadêmica. E para nós, é uma grande aposta para aumentar o capital de conhecimento global da Scania, amplificando a jornada de desenvolvimento de veículos eletrificados”, destaca Marco.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Atendendo a pedidos!

Atendendo a pedidos!

Volvo já oferece caminhões FH que podem rodar com 100% de Biodiesel

De fretado com Volare!

De fretado com Volare!

Estt Brasil Transportes e Turismo compra sete micros Volare para operação de fretamento

Assento reservado!

Assento reservado!

Avança reserva de assento a pessoa com obesidade mórbida no transporte coletivo

+ categorias