E mais segurança!
Startup de SecTech traz plataforma digital para melhorar a segurança do setor logístico

Com o objetivo de fornecer uma plataforma digital inovadora voltada para empresas de médio porte que buscam soluções de segurança inteligentes e acessíveis para suas operações, a SafeCompany nasce para atender diversos segmentos, dentre eles, o setor de logística brasileiro, que, atualmente, é um dos mais concorridos no cenário nacional, em especial, por conta do período pós-pandêmico em que as entregas chegaram a movimentar mais de R$ 300 bilhões, segundo dados da Associação Nacional de Cargas e Logística. A nova companhia tem como objetivo central integrar os modelos de segurança patrimonial, ocupacional e cibersegurança, com modernas ferramentas de inteligência, compliance, produtividade e gestão, a fim de proteger para gerar melhores resultados.

Para cumprir tais objetivos, segundo Maurício Ciaccio – sócio da Avantia e CSO da SafeCompany – a SecTech faz uso da infraestrutura de câmeras e alarmes já existentes nas empresas, e adiciona uma camada de monitoramento proativo e automatizado, baseado em Inteligência Artificial, capaz de interpretar em tempo real os eventos de risco capturados nas imagens. Isso permite a detecção e resposta rápida a potenciais ameaças, irregularidades e comportamentos suspeitos ou inseguros nos ambientes da empresa, tais como tentativas de invasão, atos de violência, acesso indevido em áreas restritas, obstrução de equipamentos de combate a incêndio e até mesmo a falta de uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

“Com o aumento dos fretes, as empresas do segmento logístico acabam acumulando altos valores em seus centros de distribuição e veículos. São milhares de produtos transportados diariamente, e isso exige do empresário maior atenção sobre a segurança e controles da sua operação”, revela Ciaccio.

Para o executivo da SafeCompany, a plataforma vai levar para as empresas de médio porte um pacote de metodologias e recursos avançados de segurança e controle, que até hoje estavam restritos apenas às grandes companhias: “Nossa solução coloca à disposição dos gestores todo o potencial da visão computacional, que usa as imagens de CFTV para detectar irregularidades e ameaças em tempo real, e automatizar controles sobre a operação, como a supervisão da entrada/saída de veículos e o processo de carga e descarga de caminhões. E traz também um modelo de registro ágil de eventos – novos riscos, ações preventivas, não conformidades e ocorrências, realizado inclusive pelo celular, que otimiza o tempo e recursos da organização e estabelece uma abordagem proativa e dinâmica para a gestão dos riscos empresariais.”.

Num setor fortemente impactado pelo roubo de cargas, que segundo pesquisa divulgada pela Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística), cresceu 1,7% em 2021, com mais de 14 mil ocorrências e prejuízos na ordem de R$ 1,27 bilhão para as empresas de transportes, a plataforma SafeCompany oferece recursos que prometem combater o problema em sua origem: dentro da própria empresa.

“Para dissuadir conluios, evitar o vazamento de informações e o descumprimento de procedimentos e controles, a SafeCompany conta com ferramentas avançadas para análises de background check e do perfil ético de profissionais, bem como para a realização de diligências sobre o ecossistema de terceiros e prestadores de serviço da organização e controle de seus contratos, licenças e certificados.”, relata Ciaccio.

Um canal on-line para reporte de irregularidades e desvios de comportamento de forma anônima, uma camada de cibersegurança para detecção de vulnerabilidades nos ambientes de TI da empresa e proteção de seus dados sensíveis, e ainda, um aplicativo para acompanhamento de colaboradores que atuam em áreas ou atividades de risco, completam o conjunto de recursos da plataforma que suportam o combate ao roubo de cargas.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Seguindo em frente!

Seguindo em frente!

DNIT segue trabalhando para entregar obras de adequação da BR-230/PB, em Campina Grande

Mais acessível!

Mais acessível!

Região serrana do Rio atrai turismo de inverno com passagens de ônibus acessíveis

Olho no meio ambiente!

Olho no meio ambiente!

Uso de asfalto reciclado pela Arteris pode reduzir em até 50% as emissões de CO2 em comparação ao material convencional

+ categorias