E7-49T: o primeiro cavalo elétrico!
XCMG lança o 1º cavalo mecânico 100% elétrico no Brasil. Previsão é vender 200 unidades este ano

O primeiro passo precisa ser dado. E quem o fez foi a chinesa XCMG, presente no Brasil desde 2014 com planta na mineira Pouso Alegre. A fabricante mundial apresentou ao mercado nacional o primeiro cavalo mecânico totalmente elétrico do Brasil e já operando em clientes. O modelo E7-49T então chega para desbravar as rodovias brasileiras.

O veículo tem PBTC (Peso Bruto Total Combinado) de 49 toneladas e com baterias de ferro fosfato de lítio, possui um total de 282 kWh. Na prática isso dá cerca de 482 cavalos de potencia com um torque de 204 Kgfm. Com transmissão automatizada de 4 velocidades, o cavalo chinês alcança velocidade máxima de 84 km/h.

Faz parte ainda um belo pacote tecnológico que o cliente pode optar como alerta de colisão frontal, sistema de aviso de saída de faixa, ESC e controle de estabilidade eletrônica capaz de controlar e distribuir a pressão nas diferentes rodas do veículo.

Baterias podem ser carregadas por corrente contínua ou trocado todo o pack

Em relação a autonomia, são 150 km que ele pode fazer. Em um primeiro momento parece pouco para um “estradeiro”. Contudo, os executivos comentam que a ideia é colocá-lo em rotas mais curtas como transporte da fábrica para centros logísticos próximos, uma vez que o país anda não dispõe de estrutura para carregamento nas rodovias. “Vamos personalizar a operação do cliente, justamente para ele realizar sua operação com a máxima eficiência. Teremos hubs de carregamento em determinados pontos para carregamento. A ideia é estar ao lado do nosso cliente do inicio ao fim”, explica Ricardo Senda, gerente de veículos elétrico da empresa.

Carregamento

Em relação ao carregamento das baterias, são duas opções oferecidas. A primeira é a tradicional por meio de carregadores de corrente contínua, ou seja, só “colocar na tomada” e a segunda é curiosa. A “caixa” de baterias também permite sua troca rápida através de um sistema automatizado, que pode ser efetuado em pouco mais de seis minutos. Com o auxílio de uma empilhadeira simples, o frotista desconecta o pack do caminhão, retira o conjunto completo e instala outro, carregado com facilidade

Veículo vem recheado de tecnologias de segurança

De acordo com Senda, são 200 unidades importadas para comercialização no Brasil e atualmente são 30 veículos rodando em clientes. “E vamos vender esses 200 até o final deste ano”, coloca o executivo. O valor do E7-49T é R$ 1.3 milhão e Senda afirma que o veículo se paga em até 2,5 anos. Mais informações? Aguarde que semana que vem tem podcast com tudo detalhado que o Ricardo Senda nos contou!

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Prosper em ação!

Prosper em ação!

E a Marcopolo Rail com o Prosper inicia operação no trem do pampa

Asfalto bom e grama boa!

Asfalto bom e grama boa!

Como uma grama bem cuidada pode evitar acidentes e garantir a segurança em rodovias

Vento em popa!

Vento em popa!

MXP Transportes cresce 98% em receita líquida no 1º semestre de 2024

+ categorias