Meio ambiente!
Maxtrack inicia projeto para neutralização de emissões de carbono em operações de transporte de carga

Em linha com seu compromisso sustentável, alinhado à suas políticas de ESG, a Maxtrack deu início ao projeto Carbono Zero, para neutralização das emissões de carbono do transporte rodoviário em suas frotas monitoradas.

Realizado em parceria com o Instituto Uaimií, laboratório de experiências para recuperação de áreas degradadas e preservação ambiental, o projeto trabalhará na criação de um fluxo de compensação de carbono, por meio do plantio de árvores nativas. A iniciativa será desenvolvida a partir de um cronograma, considerando a implementação e operação de transporte, monitoramento e inteligência, plantio e acompanhamento das áreas, garantindo as metas de redução ou compensação de carbono junto às frotas.

 A mensuração de consumo de combustível, emissões de CO² e demais cálculos de carbono em toda a frota são realizados pela tecnologia Maxtrack que, com uso de inteligência artificial, é capaz de tornar a condução de motoristas mais eficiente e sustentável. Com a economia gerada, as transportadoras participantes poderão sequestrar os gases poluentes, emitidos durante as operações, com o plantio de mudas nas áreas de preservação conveniadas com o Instituto, localizado em Ouro Preto (MG).

O cultivo, acompanhamento e transferência das árvores para os locais definitivos de criação serão realizados pelo Instituto Uaimií, garantindo toda a rastreabilidade dos lotes compensados e a manutenção dos espaços de criação. Para a execução das ações, a Maxtrack e o Instituto vão promover a criação de um comitê de gestão, em conjunto com representantes dos transportadores. O projeto contará, inicialmente, com uma meta crescente de neutralização, considerando a diminuição de, ao menos, 20% das emissões a cada ano.

“Desde o início de nossa operação, trabalhamos atentos à necessidade de cuidado ambiental em todas as áreas em que atuamos. Este ano, iniciamos algo mais impactante, considerando, especialmente, a grande quantidade de carbono emitida pelo setor de transporte de cargas. Trabalhamos por um mundo mais seguro com o uso da tecnologia e, com o projeto de Carbono Zero, também por um mundo mais sustentável”, explica Gustavo Travassos, fundador da Maxtrack.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Novas tarifas!

Novas tarifas!

Tarifas de linhas semiurbanas de diversas regiões do país são atualizadas

Quase real!

Quase real!

Honeywell melhora sua experiência de treinamento industrial com tecnologia de realidade aumentada

+ categorias