Demandas do TRC!
Evento debate as principais demandas do TRC. Reforma tributária é essencial

Foi realizada ontem quarta-feira (21), a 22ª edição do Seminário Brasileiro do Transporte Rodoviário de Cargas. O evento é realizado pela Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, com o apoio da NTC&Logística (Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística), e reúne representantes do setor de transporte de cargas, assim como lideranças, parlamentares, autoridades governamentais e integrantes do meio acadêmico, para debater temas de importância. Esta edição contou com o apoio institucional da CNT e da Fenatac (Federação Interestadual das Empresas de Transporte de Cargas).

Na ocasião, o presidente da CNT, Vander Costa, afirmou que a reforma tributária é essencial para o país voltar a crescer, mas pediu atenção especial ao setor. Ele apontou que os combustíveis são o principal insumo das transportadoras, e o texto em análise na Câmara não é claro sobre a possibilidade de creditamento. “Se o transporte de cargas vier sem crédito de mão de obra e sem crédito de combustível, não vamos ter crédito de nada. Vai haver aumento de carga tributária”, disse Vander Costa, que também destacou a necessidade de aprovação da prorrogação da desoneração da folha de pagamento até dezembro de 2027.

Durante o seminário, a consultora tributarista da CNT, Alessandra Brandão, defendeu que o setor de transporte de cargas seja tratado de maneira diferenciada na reforma tributária devido à essencialidade da sua atividade. De acordo com ela, o relatório do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), divulgado no início de junho, permite alíquotas diferenciadas para algumas áreas, como a de transporte de passageiros urbano, mas não coloca o transporte de cargas entre as contempladas.

A CNT divulgou, nessa terça-feira (20), a cartilha A Reforma Tributária e seus Impactos no Setor do Transporte: Dez Pilares, que busca contribuir para o debate sério e aprofundado sobre essa temática, para a não oneração do setor de transporte e, consequentemente, de estados, municípios e cidadãos.

Desafios do TRC

O presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio, comemorou a sanção da lei que, entre outros temas, estabelece a exclusividade do transportador na contratação de seguro de cargas. Segundo ele, a nova legislação vai diminuir o preço de alimentos e de outros produtos que dependem do transporte rodoviário no Brasil.

Para o presidente da Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, Cezinha de Madureira (PSD-SP), o transporte no Brasil é um desafio, e carregar a sua bandeira é uma responsabilidade enorme. “Vamos trabalhar para melhorar o setor de cargas. Para isso, o governo federal deve contribuir com as regulamentações e, naquilo que compete a ele, subsidiar, olhando sempre para as especificidades de cada estado”, afirmou.

Na avaliação do secretário nacional de Trânsito, representando o Ministro dos Transportes, Renan Filho, a deterioração das estradas traz problemas que vão além do setor de transporte de cargas: “É preciso recuperar a malha rodoviária brasileira. Precisamos retomar investimentos e concluir as reformas que estão em andamento”.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Novas tarifas!

Novas tarifas!

Tarifas de linhas semiurbanas de diversas regiões do país são atualizadas

Quase real!

Quase real!

Honeywell melhora sua experiência de treinamento industrial com tecnologia de realidade aumentada

+ categorias