Tem que ler!
Painéis de mensagem variável (PMVs) impulsionam segurança e eficiência viária

O cenário do tráfego nas rodovias brasileiras apresenta desafios inegáveis. De acordo com uma pesquisa recente realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), em 2022, aproximadamente 65 mil acidentes ocorreram nas rodovias federais do país. Destes, 82% – o equivalente a 52.948 incidentes – resultaram em vítimas feridas ou, lamentavelmente, fatais. Estes números, somados aos dados de 2021, quando 64.441 acidentes aconteceram nas estradas federais, com 5.381 óbitos de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ilustram a urgência de ações para aprimorar a segurança viária.

É nesse contexto que os Painéis de Mensagem Variável (PMVs), os letreiros digitais que podem ser observados nas estradas, têm se expandido cada vez mais no país e despontam como protagonistas fundamentais na equação das estradas brasileiras, oferecendo uma resposta crucial aos desafios de segurança. Os PMVs apresentam-se como uma solução engenhosa em meio a essa realidade desafiadora. Embora a amplitude seja frequentemente subestimada, esses dispositivos tecnológicos desempenham papel vital ao fornecer informações em tempo real, relevantes e atualizadas, contribuindo significativamente para a segurança e o desempenho das rodovias por todo o território nacional.

Essa visão é respaldada por Tironi Paz Ortiz, CEO e fundador da Imply, empresa de destaque no desenvolvimento de soluções tecnológicas que há anos atua nesse segmento no Brasil. Ortiz destaca: “Os PMVs são verdadeiramente revolucionários nas estradas brasileiras. Eles transmitem informações cruciais, desde alertas sobre acidentes e obras até condições climáticas e rotas alternativas. Isso não apenas aumenta a conscientização dos motoristas, mas também é um passo significativo rumo à prevenção de acidentes e à fluidez do tráfego”.

Um dos atributos que diferencia a tecnologia de sinais tradicionais é a capacidade de adaptação em tempo real. Os PMVs podem, assim, ajustar mensagens para alertar os motoristas sobre condições adversas, como chuvas intensas ou riscos de deslizamentos em pontos específicos, além de informar sobre acidentes pontuais. Esse recurso adaptativo os torna cada vez mais atrativos em um cenário em que a segurança e a eficiência são fundamentais.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Olha a multa aí!

Olha a multa aí!

Senatran reforça que motoristas com exame toxicológico atrasado receberão multa de balcão

Saindo mais uma!

Saindo mais uma!

Nova Fiat Strada alcança marco de meio milhão de unidades produzidas no Polo Automotivo de Betim

+ categorias