Mahle de olho no hidrogênio!
Novas tecnologias desenvolvidas pela Mahle abrem caminho para a adoção de células de hidrogênio em caminhões e ônibus

A Mahle está focando seus esforços na pesquisa e na oferta de soluções para propulsão “zero carbono” para o segmento de veículos pesados. A empresa vem se destacando no cenário internacional pelo trabalho realizado, voltado para a tecnologia de células de combustível a hidrogênio, para uso em caminhões e ônibus, principalmente em aplicações de longas distâncias.

“Há alguns anos criamos uma estratégia dupla, baseada em fortalecer a posição da marca no mercado de combustão interna e paralelamente investir em soluções que nos conduza gradativamente ao objetivo de uma mobilidade “zero carbono”. Diante deste cenário, investimos em múltiplas soluções para uma “mobilidade sustentável”, como a motorização com biocombustíveis, hibridização, sistemas para veículos puro elétricos e células de hidrogênio. Essa última vem ganhando destaque no mercado global de veículos comerciais”, afirma Everton Lopes, Diretor de Tecnologia e Chefe do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Mahle para a América do Sul.

Ele explica as vantagens do uso das células de hidrogênio para veículos pesados: “Hoje, conforme dados da própria indústria automotiva, fica claro que os powertrains a hidrogênio são altamente adequados para veículos comerciais. Esses veículos representam cerca de um terço das emissões totais de CO2 do setor de transporte. O uso de motores 100% elétricos apresentam grandes desafios para caminhões de transporte de longa distância, em parte por causa de seu peso e tempo de carregamento. Por outro lado, os sistemas de armazenamento de hidrogênio são “relativamente” leves e podem ser reabastecidos normalmente como o tanque de um veículo com motor de combustão”.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Saindo mais uma!

Saindo mais uma!

Nova Fiat Strada alcança marco de meio milhão de unidades produzidas no Polo Automotivo de Betim

Olha a multa aí!

Olha a multa aí!

Senatran reforça que motoristas com exame toxicológico atrasado receberão multa de balcão

+ categorias