Estrada Boiadeira avançando!
Retomada pelo Governo Federal permite avanço das obras da Estrada Boiadeira, no Paraná

Histórica pelas travessias tropeiras de gado, a rodovia BR-487/PR, conhecida como Estrada Boiadeira, chegou a 80% das obras executadas. A parceria do Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, com a Itaipu Binacional e o governo do Paraná, tem garantido o avanço do empreendimento no trecho que tem 46 quilômetros de extensão e liga Porto Camargo (MS) à Serra dos Dourados (PR).

As intervenções realizadas, que vão contribuir para o turismo e escoamento de produção entre Paraná e Mato Grosso do Sul, foram vistoriadas nesta sexta-feira (3) pelo ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, com o presidente da República, Jair Bolsonaro. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) tem a responsabilidade de supervisionar os trabalhos e a competência técnica para aprovar os projetos.

Em pleno andamento, com 80% executado e 27 quilômetros já pavimentados, a obra do lote 1-A, entre Porto Camargo e Serra dos Dourados, deve ter mais 17 quilômetros entregues ainda neste semestre. Ao todo, a rodovia tem 120,4 quilômetros de extensão e a obra está dividida em quatro lotes. Destes, dois já foram concluídos. São R$ 540 milhões de investimentos públicos.

Conclusão

“Nós encontramos inacabada essa obra tão prometida para as populações do Paraná e do Mato Grosso do Sul. Trabalhamos para entregar todo o primeiro lote ainda em 2022 e logo iniciar o lote 2. Concluída, a rodovia vai trazer desenvolvimento econômico e fomentar o turismo de toda a região”, afirmou Sampaio.

A intervenção contempla a readequação do pavimento entre Porto Camargo e Icaraíma e a pavimentação da rodovia entre Icaraíma e Serra dos Dourados, incluindo a implantação do Contorno de Icaraíma e do Contorno de Santa Eliza. O investimento no empreendimento chega a R$ 223,8 milhões.

Ponte da Amizade

A comitiva do Governo Federal também vistoriou as obras de construção da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, construída sobre o rio Paraná, seguem dentro do cronograma planejado, com quase 90% de execução. A nova estrutura terá 760 metros de comprimento e um vão-livre de 470 metros – o maior da América do Sul. Serão duas pistas simples com 3,6 metros de largura, acostamento de três metros e calçada de 1,7 metro nas laterais.

O investimento na ponte, com recursos da empresa Itaipu Binacional, considera obras da estrutura, desapropriações e a construção de uma perimetral no lado brasileiro. A previsão é que o empreendimento seja concluído até o fim deste ano. Com a construção da segunda ponte sobre o rio Paraná, a Ponte da Amizade, construída em 1965, será destinada para o tráfego de veículos de passeio. Os usuários da nova ponte serão beneficiados com a redução do tempo de viagens e o tráfego mais seguro entre as cidades.

Com informação Minfra

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

+ dessa categoria
BR-135/MG impulsionada!

BR-135/MG impulsionada!

Pavimentação de trecho da BR-135 permitirá integração regional no norte de Minas Gerais

NTU se posiciona!

NTU se posiciona!

NTU pede medidas efetivas de estabilização do preço do diesel para evitar aumento da tarifa ou redução do transporte público

+ categorias