O dedo duro da emissão de CO2!
Primeira plataforma para cálculo de emissão de carbono no transporte rodoviário é lançado no Brasil

Cuidar do meio ambiente já se tornou uma obrigação das empresas, e cada vez mais governos mundiais têm cobrado tal responsabilidade. Pensando nisso, a Raster, empresa especialista em Gerenciamento de Risco e Logística, em parceria com a Via Green, Instituto de pesquisa e desenvolvimento de projetos sustentáveis, assumiram o compromisso de promoverem uma logística mais sustentável, dando visibilidade aos transportadores de quanto CO₂ é gerado em cada viagem. Essa iniciativa, chamada Siga Verde, foi lançada no último dia 14 no Habitat Inovabra em São Paulo. O evento contou com a presença de executivos das principais transportadoras, embarcadores e seguradoras do país.

“Esse projeto surgiu quando tivemos a real dimensão da questão. Como podemos fazer para expandir um negócio sem agredir o meio ambiente, fomos ver na prática que existiam outras etapas anteriores, e é justamente o que estamos propondo aqui, com empresas parceiras que compartilham a mesma visão sobre o futuro da logística” afirma Andrei Teo, CEO da Raster.

Além disso, o projeto permite trazer um negócio mais sustentável e de acordo com a sociedade atual, já que adotar boas práticas para um transporte mais sustentável significa ter acesso a mais oportunidades, como, por exemplo, redução de custos, aumento na oferta de crédito, crescimento de credibilidade, entre outros.

Andrei explica que a metodologia para determinar com precisão a emissão de CO₂ da frota considera o porte do caminhão, a distância percorrida, a potência do veículo, o peso da carga e as condições da estrada. “Com essas informações, já se consegue descobrir a quantidade de CO₂ emitido. E a partir do resultado, é possível quantificar, por exemplo, a equivalência das emissões que poderão ser compensadas diretamente na plataforma ou através de parceiros da própria empresa”, comenta.

“Estamos muito felizes em fazer parte desse projeto com a raster, na construção de uma solução de sustentabilidade para o mercado, que vai proporcionar uma gestão ambiental para as empresas de uma forma simplificada, além de uma conscientização sobre o tema” explica Conrado Bertoluzzi, CEO da ViaGreen.

Os cálculos utilizados no SigaVerde estão alinhados com os termos da Global Logistics Emissions Council (GLEC), a mais avançada e atual metodologia aplicada à logística no mundo, que tem como objetivo neutralizar a emissão de toda cadeia logística terrestre no Brasil e América Latina. O projeto apresenta 3 dimensões iniciais: Transportadores, que foca na medição direta com precisão de CO₂ por viagem, os embarcadores, que terão acesso aos dados consolidados no portal de sustentabilidade e por fim a gestão, reduzindo a emissão de CO₂.

 “A Extratta apoia o projeto Siga Verde por apresentar grande convergência com o seu propósito e negócio. Futuras features do Siga Verde como a retroalimentação do consumo real de combustível já está em roadmap, para que possamos evoluir a plataforma, que deve ser viva e dinâmica.” finaliza Odivan Faccin, CEO da Extratta.

Compartilhe essa matéria em suas redes sociais

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ dessa categoria
Pãozinho quente elétrico!

Pãozinho quente elétrico!

Iveco aposta agora na chegada da eDaily para entrar definitivamente na eletromobilidade no Brasil

Caminhão do Consórcio!

Caminhão do Consórcio!

Scania Consórcio lança ação ‘Caminhão do Consórcio’ com pacote extra de acessórios e benefícios

Na coleta sem barulho!

Na coleta sem barulho!

FM Elétrico da Volvo inicia operação de coleta de lixo na cidade de Curitiba (PR)

+ categorias